Você sabe como escolher um bom azeite?

O azeite de oliva corresponde por 3% do consumo mundial de óleos vegetais e é um alimento considerado rico em polifenóis, que reduzem a formação de radicais livres. Consumido desde a antiguidade o produto colocou o Brasil na posição de destaque como maior importador mundial. Escolher um bom azeite não é tarefa difícil, mas é preciso que o consumidor esteja atento a alguns detalhes para avaliar o produto.

Especialistas e produtores reunidos em São Paulo para discutir os rumos da produção e comercialização mundial, durante a Expoazeite (que termina nesta terça-feira, 13/9), dão algumas dicas para a escolha do melhor produto. A primeira coisa que o consumidor deve fazer é ler o rótulo do produto que pretende adquirir. O azeite extra-virgem é puro e não pode ser misturado a nenhum outro óleo e deve ter acidez máxima de 0,8%. Já o azeite virgem pode ser resultado de" blend" entre dois bons azeites e deve ter acidez máxima de 2%. A acidez indica a qualidade das azeitonas usadas na fabricação do azeite.

Outra dica é que a quantidade de peróxidos também deve ser a menor possível. O número alto de peróxidos indica um produto "rançoso" e de qualidade inferior. Os azeites, ao contrário dos vinhos devem ser adquiridos jovens, portanto, olhar a data da fabricação é essencial para adquirir um produto de qualidade. Especialistas indicam ainda comprar produtos que estejam em garrafas escuras e que não sejam expostos à luz. O ideal é prefirir o azeite que está armazenado no fundo da prateleira e não comprar os que estão à frente, pois eles estão expostos à luz, o que compromete a qualidade.

Em casa, você mesmo pode degustar e avaliar o produto que comprou. Coloque uma pequena porção numa xícara de café ( ou copinho plástico de café). Cubra essa xícara com a palma da mão e faça movimentos circulatórios com a xícara (para esquentar o produto). Sinta o cheiro do azeite antes de prová-lo. Se o aroma for de azeitonas o produto foi misturado com outro óleo, e não é de boa procedência, mas se o aroma for de tomate, manjericão, grama ou ervas o produto é de boa procedência. Ao provar, você deve sentir a garganta arder um pouco. Os aspectos positivos de um bom azeite são sabor frutado, amargo, picante e herbáceo. Já os aspectos negativos são aroma terroso, rançoso, com mofo, avinagrado,fermentado ou metático.

 

Fonte: Revista Globo Rural

Adaptação: Revista Agropecuária

 

 

 

Conheça o Curso de Desenvolvimento e Produção Sustentável da Agricultura Familiar em seu Município

          Veja outras publicações da Revista Agropecuária: Azeite de oliva ajuda a prevenir infartos cerebrais Embrapa estuda variedade de pimenta com vários graus de ardência Romã será objeto de pesquisa para produção de ingredientes antioxidantes

Curiosidades

Notícias

Sites relacionados
Revista Veterinária Revista Veterinária Portal Suínos e Aves Tecnologia e Florestas
© 2019 Revista Agropecuária. Todos os Direitos Reservados.