Carne mais confiável para o consumidor

Uma ação da presidente da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), senadora Kátia Abreu, confirmou, nesta quarta-feira (18-04), em Brasília, que a nova Plataforma de Gestão Agropecuária (PGA) vai proporcionar ainda maior confiabilidade, entre outras vantagens, à carne bovina brasileira, beneficiando todos os consumidores, no mercado interno e externo, que terão informações sobre a origem do produto que estão comprando. Lembrou que o Brasil terá, a partir de agora, a maior plataforma do mundo voltada para a gestão de dados da pecuária de corte, informações que serão centralizadas pelo Governo federal. "Nos Estados Unidos, que têm um eficiente sistema de sanidade, o controle é estadual", lembrou. Por meio da PGA será possível bloquear o comércio de bovinos de determinada região, no caso de ocorrência de um problema sanitário.

A partir de agora, pecuaristas, frigoríficos, órgãos estaduais de defesa, o MAPA e os laboratórios poderão incluir dados na PGA, gerando um único banco de dados. "Confiança é a palavra chave. Todos vão incluir seus dados com responsabilidade porque serão realizadas vistorias e o ministério fará auditorias para verificar se as informações estão corretas", explicou a presidente da CNA. Lembrou que a PGA é resultado da primeira "Parceria-Público-Privada (PPP) rural", firmada entre Governo federal e iniciativa privada. "Essa PPP é a demonstração de que a iniciativa privada só tem a colaborar com os governos municipais, estaduais e federais", afirmou.

Ao detalhar a nova PGA, a senadora Kátia Abreu citou, ainda, outros temas prioritários para a CNA, entre eles o novo Código Florestal e a política agrícola que vem sendo avaliada pelo Governo federal, em parceria com a CNA, desde 2008. "Não há sentido ter um Código Florestal e um sistema de defesa sanitária sem segurança jurídica e renda para os agricultores", afirmou. Acrescentou que apenas 8% da produção agrícola brasileira têm seguro rural, percentual muito inferior ao dos Estados Unidos, onde 89% da safra são plantados com cobertura do seguro. Segundo a senadora Kátia Abreu, a meta é que 30% da produção brasileira sejam segurados. A presidente da CNA citou, também, a necessidade de solucionar os conflitos, envolvendo terras indígenas e o impasse, envolvendo a compra de terras por estrangeiros.

 

 

 

Fonte: CNA

Adaptação: Revista Agropecuária

 

 

 

Conheça o Curso de Formulação de Dietas e Rações para Bovinos

 

 

 

Veja outras publicações da Revista Agropecuária:

Veja o esquema de vacinação de bezerros Causa e tratamento da figueira ou verruga bovina Como melhorar o manejo reprodutivo de ovinos

 

 

 

Quer ficar informado? Cadastre-se e receba nossas novidades diariamente!

 

Digite seu e-mail:

Bovinos de Corte

Destaques

Pecuária

Sites relacionados
Revista Veterinária Revista Veterinária Portal Suínos e Aves Tecnologia e Florestas
© 2019 Revista Agropecuária. Todos os Direitos Reservados.