Inseminação artificial em tempo fixo

iatf bovinoA inseminação artificial em tempo fixo (IATF) se caracteriza por se uma técnica que permite a inseminação de grandes grupos de animais em um só dia. Éuma técnica amplamente utilizada pela economia, seleção de genética e racionalização de manejo do rebanho bovino. Na IATF, o cio dos animais é provocado pelo uso de um dispositivo intra-uterino bovino (DIB) e também com hormônios sintéticos. Para que a inseminação seja feita em tempo fixo, é preciso usar, observando os hormônios de reprodução que levem à ovulação sincronizada das vacas. Alguns protocolos devem ser observados com a IATF, como a condição de escore corporal, tempo de pós-parto, raça, idade, tamanho do lote, infra-estrutura e mão-de-obra utilizada. Os benefícios oferecidos pela implantação da IATF são: eliminação da observação de cio; redução de cerca de 50% na quantidade de touros de repasse; programação da estação de monta com mais exatidão; diminuição do intervalo entre partos; bezerros com maior peso a desmama e bois com menor idade ao abate; maior número de bezerros produzidos no ano; aumento da taxa de desfrute; melhor utilização da mão-de-obra da propriedade, reduzindo gastos com contratações e horas extras; redução da necessidade e do desgaste dos animais de serviço.  
 
 
Quais as estratégias de IATF na estação de monta?
 
Quais os princípios básicos de endocrinologia aplicados à reprodução?
 
Quais os critérios  usados para seleção de animais para IATF?

 

Fonte: Wikipédia Adaptação: Revista Agropecuária    

 

Conheça o Curso de Inseminação Artificial em Tempo Fixo em Bovinos (IATF Avançado)

IATF avançado

Bovinos

Cursos

Destaques

Notícias

Sites relacionados
Revista Veterinária Revista Veterinária Portal Suínos e Aves Tecnologia e Florestas
© 2019 Revista Agropecuária. Todos os Direitos Reservados.