Prejuízos com a proliferação de plantas daninhas

É muito importante que se faça o manejo das plantas daninhas em qualquer tipo de plantação, uma vez que a ação das plantas invasoras prejudica o crescimento da plantação, pois competem por água, luz, nutrientes e espaço. É muito importante que se tenha conhecimento sobre a dinâmica das plantas invasoras, a identificação correta e os diferentes mecanismos de ação dos herbicidas, evitando interferência das plantas daninhas na plantação.

No Brasil há diversas plantas daninhas que são resistentes ao mecanismo de ação dos principais herbicidas, por isso é fundamental o uso de estratégias diferentes, como a rotação de diferentes mecanismos de ação durante o processo produtivo das safras; rotação de culturas; redução do banco de sementes das plantas daninhas durante a entressafra; entre outras.

O manejo adequado é feito com o controle pós-colheita e dessecações na fase inicial de desenvolvimento da planta daninha, que evita a formação de sementes. Dentre as ações estratégias de controle é necessário adotar o plantio direto como base de formação de uma massa de cobertura sobre o solo, que tem como função inibir a manifestação de espécies de plantas daninhas.

Fonte: Blog Agronegócio em Foco

Saiba as principais plantas daninhas na cultura do eucalipto. Veja aqui.

Conheça os fatores que afetam a pulverização de defensivos na área florestal. Clique aqui.

Destaques

Sites relacionados
Revista Veterinária Revista Veterinária Portal Suínos e Aves Tecnologia e Florestas
© 2019 Revista Agropecuária. Todos os Direitos Reservados.