O esterco animal como fertilizante

O uso de materiais orgânicos em beneficio do desenvolvimento de determinada cultura, vem despertando cada vez mais o interesse de profissionais desta área.

O esterco, por exemplo, é um deles. Isso por que se trata de um material de custos baixos, obtidos dos bois, aves ou suínos, e altos valores nutritivos e com eficiência comprovada.

Além do benefício ao desenvolvimento das plantas, o material possui a capacidade de promover a qualidade do solo, favorecendo a retenção do líquido, umidade, areação, microrganismos benéficos, dentre outros requisitos.

Isso, além de possuir caraterísticas que jamais prejudicarão o meio ambiente, ao contrário de muitos fertilizantes dotados de agrotóxicos.

O seu uso, porém, precisa contar com o conhecimento aprofundado de profissionais da área, que saberão a maneira correta da aplicação, dosagens, variações e complementos com outros materiais potencializados, com vistas à eficiência produtiva de determinada cultura.

 

A fertilização dos solos nos dias atuais é um tema estudado por muitos profissionais, a fim de saber quais fatores são benéficos para o sucesso das culturas. Clique e confira mais sobre o assunto.

Fonte: Infobibos

Artigos

Destaques

Fertilização

Mecanização

Notícias

Pecuária

Sites relacionados
Revista Veterinária Revista Veterinária Portal Suínos e Aves Tecnologia e Florestas
© 2017 Revista Agropecuária. Todos os Direitos Reservados.