Como selecionar ingredientes para formulação de rações para bovinos? Fique por dentro

O Brasil é um país tropical, sendo favorável o cultivo de volumosos e grãos, os principais ingredientes da formulação de rações para bovinos.

Os alimentos volumosos mais utilizados nos sistemas de produção de leite no Brasil são as pastagens, as silagens de milho, sorgo ou capim e a cana-de-açúcar.

Formulação de rações para bovinos

O uso de alimentos concentrados tem por objetivo suprir as deficiências nutricionais das forrageiras e permitir produções elevadas das vacas leiteiras e até mesmo do gado de corte.

Os concentrados são na grande maioria compostos por suplementos energéticos, suplementos proteicos e suplementos minerais e vitamínicos.

Tanto os suplementos energéticos quanto os proteicos, contêm energia e proteína, com raras exceções. Os suplementos energéticos são assim chamados por conterem teores altos de energia e teores baixos de proteína. Por outro lado, os suplementos proteicos contêm teores elevados de proteína, podendo também ser ricos em energia.

Você ja parou para pensar o que os produtores de sucesso têm em comum? Ao longo dos nosso artigos trazemos informações importantes para você, profissional da área.

Suplementos energéticos

Os principais suplementos energéticos utilizados nos concentrados são os grãos de cereais como o milho, sorgo, milheto e diversos subprodutos como a polpa cítrica, a casca de soja, o farelo de arroz, o farelo de trigo e o farelo de mandioca, dentre outros.

Suplementos proteicos

Os principais suplementos proteicos utilizados nos concentrados de bovinos no Brasil são o farelo de soja, o farelo de algodão.

As sementes de oleaginosa como a soja grão e o caroço de algodão são boas fontes de proteína, porém ricas em energia devido ao teor alto de óleo.

 O farelo de amendoim é um suplemento proteico com 50 a 52% de PB, com oferta crescente no país. Suplementos com teores médios de PB são o farelo de girassol, o resíduo de cervejaria e o farelo glúten de milho.

Suplementos minerais e vitamínicos

Os concentrados devem conter núcleo mineral na sua composição.

 A formulação do núcleo mineral vai depender da exigência do animal e da composição mineral dos alimentos consumidos pelo animal.

Pastagens são ricas em vitaminas A, D e E, não havendo a necessidade de suplementar os animais. Entretanto, forragens conservadas na forma de silagem ou feno, perdem quantidades grandes dessas vitaminas, principalmente de vitamina A, sendo recomendado suprir essas vitaminas no concentrado.

Por fim, trouxemos uma super dica para você que não abre mão de aprender sobre a área de bovinocultura. Nos dias 26 a 30 de abril acontecerá em Belo Horizonte a super imersão em gado de corte onde você aprenderá técnicas fundamentais para aumentar a sua rentabilidade. Serão ministrados dois cursos, o de administração técnica e econômica da produção de gado de corte e o curso de manejo nutricional de gado de corte.

Você tem a opção de fazer um ou outro, mas fazendo os dois irá receber o certificado ouro de expert na área. Além disso, sera um profissional completo, com conhecimento em manejo gentil, nutricional, administração, econômico e liderança de equipe. Mas não perca tempo, pois as turmas são reduzidas. Assim, você terá o tão desejado treinamento prático indivudal e total atenção dos professores.

Clique no banner abaixo e confira mais informações!

Fonte: Milk Point

Adaptação: Revista Agropecuária

Bovinos

Cursos

Destaques

Notícias

Sites relacionados
Revista Veterinária Revista Veterinária Portal Suínos e Aves Tecnologia e Florestas
© 2019 Revista Agropecuária. Todos os Direitos Reservados.