A importância da irrigação para a conservação dos solos

Um problema que vem inviabilizando a agropecuária, agricultura e o meio ambiente é a degradação do solo.

Ela afeta consideravelmente todos os setores e ainda compromete sua produção para as gerações futuras.

Indo na contramão da sustentabilidade, é cada vez mais evidente o aumento dos quadros de erosão, infertilidade, assoreamento e degradação dos recursos devido à má utilização do solo.

Estudos apontam que em virtude do uso inadequado no Brasil, se perdem cerca de 600 milhões de toneladas de solo agrícola por ano. Inegavelmente, esse quadro pode ser alterado por meio da irrigação.

Como a irrigação pode ajudar na conservação dos solos?

Em regiões onde há baixos índices de precipitação ou em culturas que não dispõem de água suficiente para suprir suas necessidades durante todo seu ciclo vegetativo, a irrigação assume um papel crucial para garantia de uma boa safra.

Sem dúvidas, a aplicação do manejo de irrigação adequado tanto realiza o uso racional da água quanto evita a ocorrência de salinização do solo em regiões com alto índice de evaporação.

É comum hoje em dia, encontrar sistemas de irrigação sem o devido projeto ou que nem ao menos, considera as necessidades da cultura. Portanto, geram grande desperdício de água e frustração ao produtor que não obtém o resultado desejado.

O manejo da irrigação e do solo possibilita a utilização de áreas destinadas ao plantio sem degradar os recursos. Desta forma, se aumenta o tempo de uso, diminui os investimentos financeiros na recuperação do solo e na conservação da água.

Medidas simples para a conservação do solo

A degradação do solo pode ser amenizada mediante a um conjunto de medidas práticas e técnicas bem planejadas, voltadas para conservação e manejo adequado.

Certamente, você já aprendeu que o manejo da irrigação é importante para a conservação do solo. No entanto, um conjunto de práticas e técnicas bem planejadas pode ajudar na conservação do solo.

Confira os procedimentos principais:

- Aplicação de adubo orgânico ou de origem mineral em solos com baixa concentração de nutrientes;

- Maior frequência na rotação de culturas;

- Aplicação de técnicas de correção da acidez, quando há necessidade;

- Realização da análise do tipo de solo para utilização de maquinários adequados.

Você sabe qual é o tipo de irrigação ideal para a sua cultura?

Para tomarmos as melhores decisões devemos levar em conta o clima, topografia, tipo de solo, equipamentos disponíveis e principalmente ampliar o conhecimento sobre o assunto.

Aprofunde seus conhecimentos com essa super dica:

Como obter um projeto de irrigação sustentável e lucrativo.

Já você, que quer saber mais sobre a importância das técnicas de manejo e de projetos para a irrigação, confira esse mega material gratuito:

[Palestra Online] Irrigação mais eficiente

Fonte: Clube Amigos do Campo

Agricultura

Cursos

Destaques

Notícias

Parceiros

Sites relacionados
Revista Veterinária Revista Veterinária Portal Suínos e Aves Tecnologia e Florestas
© 2018 Revista Agropecuária. Todos os Direitos Reservados.