Manejo e conservação do solo: 5 dicas importantíssimas [você não pode ignorar a número #3]

Manejo e conservação do solo são as principais buscas de todo produtor rural. Já que, ele é um dos componente vitais do meio ambiente e se constitui como a base para o desenvolvimento de qualquer cultura. No entanto, atualmente no Brasil muitas áreas já apresentam sinais evidentes de destruição em seus solos.

O uso intensivo, desmatamento, queimadas e secas contribuem para a degradação. Em contrapartida, algumas ações de manejo e conservação do solo podem e devem ser tomadas pelos agricultores para garantir as condições físicas, químicas e biológicas da terra. Ainda mais, o manejo inadequado de solos agrícolas tem proporcionado aumento significativo de terras degradadas.


Manejo e conservação do solo: Porque é importante realizá-los?

Primeiro, é importante ter em mente que o adequado manejo e a conservação do solo garantem economia e maior produtividade para você, produtor rural. Por isso, é essencial adotar medidas que garantem sua preservação. Sem dúvida, toda propriedade rural deve ter um programa para continuar o processo produtivo sem danificar o meio ambiente.

Um bom manejo e conservação do solo são aqueles que nos proporcionam produtividade e ainda possibilitam a manutenção da fertilidade. Então, garantindo a produção agrícola para o futuro.

Manter uma relação saudável com o meio ambiente, respeitando os recursos naturais, como a água e o solo são fundamentais. Mas, você sabe quais são os fenômenos que podem degradar o solo? Veja os principais:

- Desmatamento
- Erosão ou desertificação
- Aumento da salinidade do solo
- Utilização de tecnologias inadequadas

O fator mais preponderante ainda continua sendo a ausência da prática de conservação tanto do solo quanto da água. Enfim, é importante que você adote algumas técnicas para o manejo do solo. É sobre elas que trataremos em seguida.


Principais técnicas de manejo do solo

Antes da execução de qualquer técnica de manejo e conservação solo é preciso que você, produtor rural, compreenda que o planejamento de utilização delas devem ser baseadas, primordialmente em seu potencial produtivo. Ou seja, para a escolha da técnica adequada é preciso levar em consideração as propriedades físicas, químicas e biológicas do solo.

Essas técnicas aumentam e mantêm a potencialidade dos solos, envolvem o controle de suas propriedades e erosão. Confira as principais técnicas de manejo do solo:

Preparo convencional: Inverte a camada do solo, utilizando o arado. Nesse caso, deve ser utilizado só quando algumas características na superfície do solo precisam ser reparadas.

Preparo mínimo: É utilizado implemento sobre os resíduos deixados no solo pela rotação de cultura anterior. Assim, é realizado o revolvimento mínimo necessário para o próximo cultivo.

Plantio direto: Nessa técnica, as semente são espalhadas por uma semeadora especial em cima da palhada restante do cultivo anterior.

Plantio semi direto: Muito semelhante à técnica anterior, com a única diferença da realização da semeadura na superfície com poucos resíduos dos cultivos anteriores. 

Diante disso, listamos algumas dicas para o manejo e conservação do solo. Sem dúvida, se você, produtor rural, colocar em prática além de aumentar sua produção e torná-la sustentável, ainda vai contribuir para a preservação do meio ambiente. 

#5 dicas para o manejo e conservação do solo

Separamos 5 dicas para que você aplique um conjunto de técnicas com a finalidade não só de proteger o solo, como também melhorar a sua produção. 

#1 Agir aos primeiros sinais de degradação

Não espere a erosão por completo, aos primeiros sinais de degradação como por exemplo, o aparecimento de ervas daninha são sinais de alerta. Se você percebê-los a primeira medida a ser tomada é a realização de um diagnóstico completo da área que foi afetada.

#2 Rotação de Culturas

A prática de alternância de culturas melhora o aproveitamento da fertilidade do solo pelo aprofundamento diferenciado das raízes. Isto é, melhora a drenagem, diversidade biológica e o controle de pragas.

#3 Irrigação de forma correta 

Ter um bom sistema de irrigação contribui para a melhora da qualidade do plantio, evita a salinização do solo, o que o torna improdutivo. Ainda mais, impede o desperdício de recursos hídricos. 

 
#4 Adubação do solo

A adubação da terra é uma das formas de ser melhorar suas características, estimular os processos na infiltração e retenção da água e ainda melhora a fertilidade do solo.

#5 Controle de queimadas

Mesmo que haja facilidade de seu uso para limpeza de áreas recém desbravadas, as queimadas devem ser condenadas. Pois, acarretam diversos prejuízos como a queima de matéria orgânica e a volatilização do nitrogênio, o que diminui a fertilidade do solo. 


Como a irrigação pode me ajudar no manejo e conservação do solo?

Um bom sistema de irrigação pode te ajudar e muito nesse processo. Uma vez que, além da prevenção da salinização do solo, o que o torna improdutivo em curto espaço de tempo contribui para uma plantação com maior valor nutricional.

Você pode direcionar o melhor tipo de irrigação para sua propriedade, quer saber como? Dê uma olhadinha:

Fontes: Fragmaq, Inquima e Embrapa

Agricultura

Agroindústria

Destaques

Irrigação

Sites relacionados
Revista Veterinária Revista Veterinária Portal Suínos e Aves Tecnologia e Florestas
© 2019 Revista Agropecuária. Todos os Direitos Reservados.