Sistema de manejo pré-abate de suínos

A qualidade da carcaça e da carne depende diretamente do manejo pré-abate dos animais, e por isso o processo merece toda a atenção.

Os animais que são enviados para abate deve ter alimentação suspensa 12 horas antes da hora prevista para o embarque. É importante que os animais tenham acesso constante a água até o momento de embarque.

Durante o embarque os animais precisam ser conduzidos com tranquilidade, sem estresse e usando tábuas de manejo. A rampa de embarque precisa ter no máximo 20o de inclinação e piso antiaderente, facilitando a condução e evitando escoriações.

O transporte para o abate deve ter: caminhão com no máximo dois pisos; caminhão deve ter sido previamente higienizado e desinfetado, evitando assim a exposição dos mesmos a eventuais agentes contaminantes; os animais devem ser alojados no caminhão na razão de 2,5 suínos de 100 kg por m2, ou seja, propiciar uma área de 0,40 m2 para cada 100 kg de peso animal.

E por último, o transporte precisa ser feito com calma, de preferência durante a noite, aproveitando as horas mais frescas ou de menor temperatura. Quando exceder o tempo de três horas, devem ser adotados cuidados especiais.

 

Fonte: http://sistemasdeproducao.cnptia.embrapa.br

 

Saiba mais sobre as boas práticas na fabricação de rações.

 

Pecuária

Suinos

Sites relacionados
Revista Veterinária Revista Veterinária Portal Suínos e Aves Tecnologia e Florestas
© 2019 Revista Agropecuária. Todos os Direitos Reservados.