Lagartas no maracujazeiro

largata no maracujazeiroOs diversos tipos de lagartas existentes podem atacar os maracujazeiros trazendo grandes prejuízos para a produção, porém duas são mais frequentes.

A lagarta Dione juno mede cerca de 1,5 mm, possui coloração amarelo-escura e o corpo é recoberto de espinhos, elas se amontoam e formam colônias nas folhas. Depois de desenvolvidas a lagarta pode chagar a medir cerca de 30 a 35 mm e pode ficar escura.

Na fase adulta a lagarta se transforma em um linda borboleta alaranjada com manchas negras na asa, a Agraulisvanillaevanillae, que mede aproximadamente de 50 a 70 mm.

O ataque das pragas ocasiona redução da área foliar, o que leva ao retardo no desenvolvimento da planta, afetando a produção. Em plantas jovens, o ataque pode levar a desfolhas totais e a planta pode morrer.Os maiores casos dessa lagarta ocorre nos períodos secos, ou seja, de abril a agosto.

O controle em áreas pequenas pode ser feito por catação manual, e em grandes áreas por uso de inseticida biológico, o mais recomendável é à base de Bacillus thuringiensis. As aplicações devem ser semanas, na dosagem de 100 gramas por 100 litros. Em casos do aplique de inseticidas, o produtor deve procurar orientações do engenheiro agrônomo.

Fonte: Revista Globo Rural

Adaptação: Revista Agropecuária

 

Conheça o Curso de Desenvolvimento e Produção Sustentável da Agricultura Familiar em seu Município

Desenvolvimento e produção Sustentável agricultura famíliar em seu municipio

Agricultura

Fertilização

Notícias

Sites relacionados
Revista Veterinária Revista Veterinária Portal Suínos e Aves Tecnologia e Florestas
© 2019 Revista Agropecuária. Todos os Direitos Reservados.