Mês de julho registra novo aumento da cotação do milho

As cotações do preço do milho, um dos principais itens utilizados pelas empresas do setor agropecuário do Brasil, sobretudo a suinocultura e a avicultura, voltaram a subir nas últimas semanas.  No início da segunda quinzena do mês, por exemplo, o indicador do Cepea (Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada), que serve de parâmetro para contratos futuros do Brasil, fechou a R$ 43,86. Isso, levando-se em conta a saca de 60 quilos, com base na cidade de Campinas.

Em uma semana a alta foi de 5,3%, sendo que no mês o aumento representa 6,25%.

De acordo com estudos da Conab e USDA, o setor vem registrando perdas contínuas na produtividade, sobretudo pelo abalo da confiança dos vendedores, que acabam se retraindo, à espera de novas cotações a um preço melhor, gerando com isso baixa liquidez.

De acordo com os estudos, os compradores tem se mostrado também cautelosos, na medida em que vem adquirindo lotes menores, ou seja, apenas para o curto e médio prazo. 

 

Veja técnicas do plantio direto na cultura do milho e se atualize. Clique aqui.

Fonte: Revista Globo Rural

Agricultura

Mecanização

Milho

Notícias

Sites relacionados
Revista Veterinária Revista Veterinária Portal Suínos e Aves Tecnologia e Florestas
© 2019 Revista Agropecuária. Todos os Direitos Reservados.