Comitiva da UE vem ao Brasil para avaliar qualidade do limão

Com o objetivo de avaliar as condições sanitárias e do cultivo do limão brasileiro, especialmente no que diz respeito à verificação do cancro cítrico, a União Europeia enviará ao Brasil uma comitiva especial. 

A data ainda não foi definida, mas a decisão foi divulgada recentemente pelo O secretário de Defesa Agropecuária do Ministério da Agricultura, Luís Rangel.

A visita irá ocorrer em virtude da recusa de oito lotes de limão tahiti por entidades europeias, as quais confirmaram a presença do cancro cítrico, uma das principais doenças que assolam estas frutas. O produto foi embarcado no Porto de Santos (SP).

De acordo com o Ministério da Agricultura, houve de fato uma falha por conta de um descontrole de parte do envio, contaminado pela doença, sendo que todas as medidas para amenizar o erro serão evidenciadas durante a visita da comitiva. O objetivo agora é evitar um embargo total destes produtos brasileiros.

O cancro cítrico é bastante comum em São Paulo, mas não existe na Europa. Por isso é considerado uma ameaça, sobretudo para países como Espanha e Itália, produtores de laranja e tangerina.

O limão tahiti é um dos principais produtos cítricos brasileiros exportados para a União Europeia, sendo que somente no primeiro semestre deste ano, os embarques movimentaram mais de 68 mil toneladas, o que representa US$ 64,15 milhões.

 

Técnicas de defensivos auxiliam no combate a essas pragas que prejudicam as produções. Saiba mais.

Fonte: Revista Globo Rural

Agricultura

Floresta e Meio Ambiente

Mecanização

Notícias

Sites relacionados
Revista Veterinária Revista Veterinária Portal Suínos e Aves Tecnologia e Florestas
© 2019 Revista Agropecuária. Todos os Direitos Reservados.