A degradação dos solos e a saúde da terra

Assim como o aquecimento global, a falta de recursos hídricos, efeito estufa, dentre outros problemas ambientais que podem comprometer a produção de alimentos e as próximas gerações, o desgaste do solo é também uma questão problemática e que precisa de soluções. De acordo com a FAO (Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura) a deterioração do solo pela interferência humana vem comprometendo a saúde da terra.

O problema vem sendo observado principalmente em países subdesenvolvidos, que não priorizam as técnicas capazes de promover uma agricultura sustentável, tal como o plantio em terraços.

Deste modo, observa-se a erosão dos solos e os seus principais nutrientes serem totalmente desperdiçados, por conta da chuva, que os arrasta para os rios e córregos, muitas vezes poluindo-os em virtude dos fertilizantes agrícolas.

E como se não bastasse, a falta de vegetação ciliar ao longo dos rios faz com que esta água cause o assoreamento dos mesmos, piorando o processo.

Cabe aos órgãos públicos definir a legislação contra tal prática e fiscalizar as situações que estejam em inconformidade, sendo o papel do profissional da agricultura ou da engenharia ambiental priorizar cultivos que levem em conta os procedimentos sustentáveis, buscando ainda novos conhecimentos em relação ao tema. 

 

A degradação do solo causa perdas produtivas em muitas culturas. Invista em manejo e fertilização adequada e saiba como manter a produção. Clique aqui.

Fonte: Biomassa Bioenergia

Áreas

Fertilização

Mecanização

Notícias

Sites relacionados
Revista Veterinária Revista Veterinária Portal Suínos e Aves Tecnologia e Florestas
© 2019 Revista Agropecuária. Todos os Direitos Reservados.