O que é e como funciona a fertirrigação?

Não é de hoje que o aprimoramento de técnicas vem ganhando espaço no mercado pecuário e agrário. Entre elas, a fertirrigação tem se apresentado com bons resultados. A técnica consiste em, nada mais, do que aplicar fertilizantes via água de irrigação. Ou seja, a fertirrigação é um método de adubar a lavoura por meio da irrigação.

 

Ao aplicar fertilizantes junto com a água de irrigação, o produtor oferece uma série de benefícios ao solo. A fertirrigação pode ser feita em qualquer tipo de solo, desde que seja feita uma análise do balanceamento do pH. 

 

Confira mais sobre o tópico e descubra se a técnica pode ajudar a melhorar os resultados da sua plantação ao longo do artigo abaixo!

 

Como funciona a fertirrigação

 

Já se sabe que a irrigação é a rega de plantas de maneira controlada, oferecendo água em quantidade dosada, no momento e local corretos para garantir mais produtividade e qualidade à lavoura. Quando adicionado aos fertilizantes, se acelera o ciclo dos nutrientes utilizados.

 

É possível utilizar tanto fertilizantes líquidos quanto sólidos diluídos em água, porém é necessário garantir que o produto seja facilmente solúvel. Essa irrigação pode acontecer por meio de diversos sistemas, como o gotejamento e a microaspersão. 

Para implementar a fertirrigação, o produtor precisa conhecer a necessidade de nutrientes da sua cultura, da marcha de absorção desses nutrientes durante o ciclo, da frequência mais adequada de aplicação e a fase do ciclo em que esses devem ser aplicados. É preciso conhecer também o volume de água necessário para compor a solução a ser injetada no sistema de irrigação. 

 

Vantagens e desvantagens da fertirrigação

 

Adotar de uma vez por todas a técnica no seu plantio pode ser bastante positiva. A disponibilidade de fertilizantes solúveis no mercado, o custo de mão de obra rural na adubação convencional e o constante incremento de área irrigada no Brasil, sob irrigação pressurizada, tem incentivado os produtores a adotarem a fertirrigação.

 

Primeiramente, os custos de implantação da prática quando comparados aos custos totais, viabilizam o seu uso. Não é necessário a utilização de mão de obra com o maquinário e, caso já exista um sistema de irrigação previamente instalado, o investimento será menor ainda.

 

Além disso, talvez entre as principais vantagens, podemos dizer que o método acelera o ciclo dos nutrientes, promovendo resultados mais rápidos e eficientes se comparados à aplicação convencional, feita via solo. Além de possibilitar, ainda, um maior controle dos nutrientes.

 

Outros benefícios da fertirrigação também são:

 

  • Diminuição das perdas por lixiviação;

  • Redução da compactação do solo;

  • Aumento da produtividade e também da qualidade de vida da vegetação;

  • Recuperação mais eficiente de nutrientes das plantas;

  • Flexibilidade da escolha do período em que deverá ocorrer a aplicação.

 

Entretanto, a técnica também apresenta algumas limitações. A fertirrigação exige cálculos precisos para quantificar concentrações e doses dos adubos, pode entupir o sistema de irrigação quando utilizado de forma incorreta e pode levar a salinidade pelo uso excessivo de adubo.

 

Ou seja, para aplicá-la nas suas plantações é preciso conhecer toda a dinâmica. 

 

Aplicando a técnica na sua produção

 

Para implementar o sistema de fertirrigação na sua propriedade, é fundamental contar com o apoio de um profissional especializado. O processo necessita de acompanhamento e avaliação contínua, a fim de evitar impactos negativos ao solo pelo uso indevido da técnica.

 

O produtor rural, técnicos ou agrônomos responsáveis devem definir a quantidade de nutrientes e parcelamento, conhecer a compatibilidade e a solubilidade entre fertilizantes, além de ter pleno domínio do início e do fim da irrigação. 

 

Se você ficou com alguma dúvida sobre o que é fertirrigação e quer ter mais conhecimento para atuar na área ou na sua produção, confira o Curso de Projetos de Sistemas de Irrigação. Aprenda já a atender à demanda hídrica de cada cultura e a garantir rendimentos mais positivos! 

 

Fontes: Embrapa, Agropós, Bel Agro.  

 

Agricultura

Artigos

Fertilização

Irrigação

Sites relacionados
Revista Veterinária Revista Veterinária Portal Suínos e Aves Tecnologia e Florestas
© 2022 Revista Agropecuária. Todos os Direitos Reservados.