Cresce a produção de rações em 2011

Embora em ritmo menos acelerado do que em 2010, continua em crescimento  a produção da indústria de ração animal que deve atingir, segundo dados do  Sindicato Nacional da Indústria de Alimentação Animal (Sindirações), a casa dos 66,6 milhões de toneladas e encerrar 2011 com incremento de 4,7%.  Esse ano, o faturamento deve ser de aproximadamente US$ 20 bilhões. A produção de suplementos minerais deve encerrar o ano de 2011, com um aumento de 9,3%, estimando-se o sua produção em 2,35 milhões de toneladas.

Em 2010, o incremento foi de 5,3% em relação ao ano anterior, ano em que a produção atingiu 61,4 milhões de toneladas de rações e 2,15 milhões de toneladas de sal mineral. Segundo Ariovaldo Zani, presidente executivo da Sindirações, o resultado só não foi melhor, devido à queda na exportação de carne suína. Isso se deu por causa do embargo russo. Os brasileiros comeram mais carne de porco (15,1 kg per capita/ano contra 14 kg, em 2010), mas os preços se mantiveram baixos", salientou.

Não se pode prever o comportamento do setor em 2012, afirma Zani, pois o cenário internacional ainda é sombrio e instável. "Precisamos acompanhar a crise fiscal europeia e a desaceleração da economia chinesa de perto. De qualquer forma, não há motivos, por enquanto, para previsões negativas", disse ele.

 

Fonte: Portal DBO com dados do Sindirações

Adaptações: Revista Agropecuária

Conheça o Curso de Boas Práticas de Fabricação de Ração - BPF implementação e gestão

 

Veja outras  notícias na Revista Agropecuária: Manejo e conservação da palhada em Sistema de Plantio Direto Bambu é utilizado para gerar renda e créditos de carbono no Acre Plantio direto se expande nos campos brasileiros  

Quer ficar informado? Cadastre-se e receba nossas novidades diariamente!

Digite seu e-mail:

Destaques

Economia Rural

Saude animal

Sites relacionados
Revista Veterinária Revista Veterinária Portal Suínos e Aves Tecnologia e Florestas
© 2022 Revista Agropecuária. Todos os Direitos Reservados.