GPS na Agricultura

Os produtores brasileiros estão cada vez mais implantando a agricultura de precisão em seus campos, e combinado com o Sistema de Posicionamento Global (GPS) e com os sistemas de Informações Geográficas (GIS), colhem bons resultados. Há várias aplicações para o GPS, no campo, como o planejamento de plantio, mapeamento em campo, amostragem de solo, direcionamento do trator , inspeção da colheita, tempos variáveis de aplicação e o mapeamento da produção. O GPS permite aos agricultores trabalharem durante condições de baixa visibilidade do campo, como chuva, poeira, névoa, e escuridão.

A agricultura de precisão está mudando o modo como os agricultores e os empresários agrícolas estão visualizando a terra da qual retiram seus lucros. A agricultura de precisão consiste em coletar informações geoespaciais sobre requisitos relativos ao conjunto solo-planta-animal e prescrever e aplicar ações específicas e localizadas para aumentar a produção e proteger o meio ambiente. A agricultura de precisão também está ganhando popularidade, em grande escala, devido à introdução de ferramentas tecnológicas resistentes na comunidade agrícola que são mais precisas, com custos adequados e fáceis de usar. Muitas das inovações contam com a integração de computadores de bordo, sensores, coletores de dados, e sistemas de posicionamento e de contagem de tempo do GPS.

Muitos acreditam que os benefícios da agricultura de precisão só podem ser obtidos em grandes propriedades agrícolas, com tecnologias de informações. Isso não é verdadeiro. Existem métodos e técnicas de baixo custo e fáceis de usar, que podem ser desenvolvidos para ser usados por todos os agricultores. Por meio do uso do GPS, GIS e transmissão remota, podem ser coletadas as informações necessárias para o aperfeiçoamento do uso da terra e da água. Agricultores podem obter benefícios adicionais, fazendo uma combinação do melhor  uso de fertilizantes e outras correções de solo, determinando os limites econômicos para o tratamento de infestações de pragas e ervas daninhas, e assim, proteger os recursos naturais para uso futuro.

Outros benefícios do uso do GPS, no campo, são a localização precisa das amostras do solo e a coleta e análise de dados que possibilitam a aplicação localizada e diferenciada de produtos químicos e a densidade da plantação mais adequadaa cada área específica do campo.  Também consegue-se a acurada navegação pelo campo, minimizando redundâncias e falhas na aplicação de fertilizantes e produtos químicos e possibilitando a máxima abrangência do terreno, no menor tempo possível. A habilidade de trabalhar em condições de baixa visibilidade no campo, devido à chuva, poeira, nevoeiro e escuridão, é fator contribuinte para o aumento da produtividade. A monitoração precisa dos dados de rendimento possibilita a preparação futura de áreas específicas do campo.  A eliminação de balizadores humanos melhora a eficiência da pulverização e minimiza a ocorrência de aplicação excessiva dos produtos. Dentre outros benefícios, o GPS é a principal ferramenta para se conseguir resultados precisos e o aumento da produtividade, facilitando o manejo pelos produtores.

 

Autor:Rubens Ribeiro Cardoso Filho- Vice-presidente da Fundação Serviços de Defesa e Tecnologias de Processos - SDTP Adaptação: Revista Agropecuária  

Conheça o Curso Prático de GPS para Gerenciamento na Agropecuária

  Veja outras publicações da Revista Agropecuária: Inoculação de sementes aumenta a produtividade e reduz custos ao produtor Sistemas agroflorestais diversificados: opção para recuperação de áreas degradadas, produção de alimentos e geração de renda. Produtividade da soja é melhorada com aplicação de micronutrientes  

Quer ficar informado: Cadastre-se e receba nossas novidades diariamente!

Digite seu e-mail:

Agricultura

Destaques

Tecnologia

Sites relacionados
Revista Veterinária Revista Veterinária Portal Suínos e Aves Tecnologia e Florestas
© 2019 Revista Agropecuária. Todos os Direitos Reservados.