Aprenda a podar corretamente suas plantas

Podar uma planta, seja ornamental, nativa, ou de grandes culturas, tem o principal objetivo de aumentar a qualidade e o desempenho de produção da planta. Além disso podemos dizer que as podas são executadas para que façamos certas correções no desenvolvimento das plantas, de acordo com as necessidades de luz, adubação e irrigação, para que o produtor consiga ter bons lucros com a cultura.

Dos tipos de poda existem três tipos básicos que são executadas de acordo com a planta e o objetivo do cultivo. São elas, a poda de produção, a poda de limpeza e a poda de formação. A de produção, como o nome já explica, visa aumentar a produção e a produtividade de uma planta. É amplamente utilizada no cultivo comercial de frutíferas, por exemplo. Para que esse tipo de poda surta os melhores efeitos, o agricultor deverá conhecer muito bem o processo vegetativo das plantas, sob o risco de diminuir a produtividade, ao invés de aumentá-la.

A poda de limpeza é a mais conhecida, utilizada não só em grandes plantações mas, também, em jardinagem caseira. Esse tipo visa eliminar galhos ou ramos mortos, secos, ou que apresentem má formação. Isto faz com que a energia vital da planta não seja "desperdiçada" com estes ramos ou galhos problemáticos, ajudando no melhor desenvolvimento do vegetal. Por último, existe a poda de formação que é feita no início da vida do vegetal, quando ele atinge certo tamanho e precise sofrer uma correção no rumo de seu desenvolvimento. Esse procedimento faz com que as plantas cresçam mais fortes, com boa formação de arbustos, frutificações, etc. e principalmente, alcancem o máximo de sua produtividade através de uma condição bastante saudável.

É importante, quando realizadas as podas, ter as ferramentas adequadas, para cada tipo de planta ou cultura. Não devem ser feitos cortes irregulares e, para isso, os instrumentos utilizados devem ser bem cortantes e afiados. Como as podas são feitas em pequenos vegetais até em grandes árvores, as ferramentas utilizadas podem e devem ser completamente diferentes, variando desde um pequeno alicate especial para poda até uma moto-serra, utilizada para a execução de podas em grandes árvores.

Depois da poda é importante usar algum produto especial, no local do corte, para que haja uma cicatrização mais rápida e eficiente. Esses produtos são facilmente encontrados no comércio especializado. Por último, é importante ressaltar que em plantações comerciais nas quais os procedimentos de poda geram uma grande quantidade de resíduos (os ramos podados), estes devem ser tratados e utilizados de maneira racional e ecologicamente correta. Não devemos proceder a queimadas, em hipótese alguma. Além disso, esses resíduos podem ser aproveitados para a geração de energia, através da produção de biomassa e há, também, a alternativa de uso na produção de composto orgânico.

 

Fonte: Rural News Adaptação: Revista Agropecuária  

Conheça o Curso de Integração Lavoura-Pecuária-Floresta (Sistema Barreirão)

 

 

Veja outras publicações da Revista Agropecuária:

Pesquisador israelense cria pesticida simples e sustentável Em GO 47 autorgas são liberadas para os produtores Embrapa aposta em transgênicos resistentes à seca para aumentar produtividade em 2012

 

Agricultura

Destaques

Floresta

Notícias

Sites relacionados
Revista Veterinária Revista Veterinária Portal Suínos e Aves Tecnologia e Florestas
© 2019 Revista Agropecuária. Todos os Direitos Reservados.