Curso de Integração Lavoura-Pecuária-Floresta (Sistema Barreirão)

 

Faça já sua matrícula, as vagas são limitadas!

A produção pecuária comercial no Brasil é caracterizada por possuir 160 milhões de animais. Porém, apresenta baixa eficiência de produtividade, com uma taxa de lotação de apenas 0,8 UA/ha (450 kg de peso vivo por animal), taxa de desfrute não ultrapassando 18% e produção de carne de somente 30 kg/ha/ano. Isso é resultante do baixo desempenho zootécnico, que nos últimos anos, vem diminuindo a produtividade, levando muitas propriedades ao ponto crucial de se tornarem ineficientes e inviáveis. O manejo inadequado das pastagens e dos rebanhos, com ganho compensatório baixo, resulta na perda de peso em períodos de estações de inverno (seca e/ou frio), devido à baixa disponibilidade e qualidade da forragem em um modelo extrativista.

No Brasil, estima-se que mais 80% das pastagens encontram-se degradadas ou em algum estágio de degradação que causam a perda de seu potencial produtivo. Essa degradação se deve ao uso de espécies forrageiras inadequadas às condições de solo, clima e manejo, à má formação inicial, à falta de manejo da fertilidade do solo e das plantas daninhas e, principalmente, o superpastejo.

Um dos grandes problemas enfrentados pelos pecuaristas brasileiros é o custo de renovação e implantação de pastagens, pois a recuperação das áreas degradadas por métodos tradicionais de preparo de solo e semeio de capim é muito onerosa em especial pela necessidade de correção e de fertilização. Por isso, a estratégia de recuperação ou renovação de pastagem em conjunto com o consórcio de culturas de grãos e espécies arbóreas tem se mostrado uma alternativa muito eficiente.

A integração agricultura - pecuária - floresta (ILPF) surge como uma alternativa de otimizar o uso da terra. Ela pode ser definida como o sistema que integra as três atividades em conjunto, com os objetivos de, maximizar o uso da infra-estrutura e da mão-de-obra, diversificar e verticalizar a produção, minimizar custos, diluir os riscos e agregar valores aos produtos agropecuários, por meio dos recursos e benefícios que uma atividade proporciona à outra. O produtor passa a explorar diferentes sistemas produtivos que envolvem grãos, fibras, madeira, carne, leite e agroenergia, implantados na mesma área, em consórcio.

Benefícios da Integração Lavoura-Pecuária-Floresta

Os benefícios dos sistemas de ILPF podem ser enumerados em:

1-Benefícios da pecuária para a lavoura;

2-Benefícios da lavoura para a pecuária;

3-Benefícios do Plantio Direto para os sistemas de ILPF;

4-Benefícios da floresta para a lavoura e para a pecuária; e

5-Benefícios da lavoura e da pecuária para o cultivo de árvores.

 

Veja  a programação completa do curso!

 

CPT Cursos Presenciais - www.cptcursospresenciais.com.br

Telefone: (31) 3899-8300

Agricultura

Cursos

Pecuária

Sites relacionados
Revista Veterinária Revista Veterinária Portal Suínos e Aves Tecnologia e Florestas
© 2019 Revista Agropecuária. Todos os Direitos Reservados.