Aumento do volume de grãos colhido no sul de Mato Grosso encarece o transporte

A grande quantidade na colheita da safra da soja, no Mato Grosso, está exigindo maior número de caminhões para realizar o transporte, levando ao aumento de preços. O produtor, apesar de não ter que custear todo o serviço, reclama porque ele tem o valor do produto influenciado.

Segundo agricultor Pierre Araújo Patriat, que terceiriza todo o processo de colheita, teve dificuldade para achar um caminhão disponível para realizar o serviço. "A demanda está superaquecia. Mato Grosso aumentou em um milhão de hectares de soja. Este ano está difícil o apoio dos caminhões. Foi difícil achar caminhões para fazer o trabalho aqui".

Outros fatores que levaram ao aumento do frete são: o aumento no volume colhido e, consequentemente, a demanda pelo transporte; o preço do combustível; a falta de manutenção nas estradas e a competição entre as safras das regiões sul e centro-oeste, que faz dividir a frota de caminhões. E de acordo com especialista o preço praticado no mesmo período do ano passado não deve voltar, o aumento do preço chegou a quase 50%.

Fonte: G1

Adaptação: Revista Agropecuária

 

 

 

Conheça o Curso de Produção de Milho no Sistema de Plantio Direto

 

 

 

 

Veja outras publicações da Revista Agropecuária: Agricultura e irrigação - A importância do conhecimento de projetos de sistemas de irrigação para a implantação correta da irrigação Exame clínico em bovinos Feicorte NFT 2013  

 

 

Agricultura

Destaques

Notícias

Soja

Sites relacionados
Revista Veterinária Revista Veterinária Portal Suínos e Aves Tecnologia e Florestas
© 2020 Revista Agropecuária. Todos os Direitos Reservados.