As vantagens do uso do sistema de plantio direto

curso-de-producao-de-milho-no-sistema-de-plantio-diretoO sistema de plantio direto (SPD) é caracterizado pelo manejo do solo sem a retirada da palha e dos restos vegetais da sua superfície. A remoção é feita somente no sulco onde as sementes serão plantadas, não havendo assim qualquer tipo de preparo do solo além da mobilização no sulco de plantio.

No sistema de plantio direto o controle de plantas que infestam a plantação é feito através do uso de herbicidas. Para o sucesso da cultura produzida pelo SPD é fundamental que seja feito a rotação de cultura e manejo integrado de pragas, doenças e plantas invasoras.

Através da adoção do SPD é possível alcançar a sustentabilidade na agricultura, uma vez que, com a adoção do sistema tem-se a redução da erosão; melhoramento das condições físicas e de fertilidade do solo; aumentado teor de matéria orgânica, nutrientes e água armazenada no solo e também a diminuição do consumo de combustíveis na manutenção da propriedade.

O SPD feito no Brasil é indicado pelo Fundo das Nações Unidas para a Agricultura (FAO), como modelo de agricultura, desde 2001. As vantagens agronômicas do SPD são: controle da erosão; aumento da água armazenada no solo; redução da oscilação térmica; aumento da atividade biológica; aumento dos teores da matéria orgânica e melhoria da estrutura do solo.

Quais as vantagens do sistema de plantio direto para diversos cultivos?

Quais os princípios do manejo integrado de pragas, doenças e plantas daninhas?

Quais os  benefícios ambientais no  sistema de plantio direto?    

Fonte: CPT Cursos Presenciais

Adaptação: Revista Agropecuária

 

 

Conheça o Curso de Produção de Milho no Sistema de Plantio Direto

produção de milho

Agricultura

Destaques

Milho

Notícias

Sites relacionados
Revista Veterinária Revista Veterinária Portal Suínos e Aves Tecnologia e Florestas
© 2019 Revista Agropecuária. Todos os Direitos Reservados.