Técnicas de primeiros socorros que podem salvar a vida de bovinos

A bovinocultura vem ganhando um espaço amplo no mercado, tanto se tratando de gado de corte quanto gado de leite, e estes precisam de cuidados especiais para não adoecerem e gerarem uma alta produtividade.

Para o manuseio do bovino é necessário um Médico Veterinário que acompanhe os estágios da vida do animal e auxilie funcionários e responsáveis pela propriedade, pois há técnicas que competem apenas ao veterinário devido ao nível de complexidade e conhecimento detalhado da anatomia e fisiologia do corpo do animal, porém, a observação principalmente do funcionário da fazenda é imprescindível, pois são os mesmos que estão todo o tempo com os respectivos animais, ou seja, são eles que conhecem particularidades de comportamento de cada animal e variações de personalidades. A observação e subsequente anotação de quaisquer anormalidade ocorrida dentro do curral ou outro local em que o animal se encontre, traz um grande suporte para a avaliação e diagnóstico de um veterinário, pois este muitas vezes atende diversas fazendas, não podendo ficar o tempo todo por conta dos animais de uma única.

As anotações, em um caderno separado para tal fim, feitas pelos funcionários da propriedade para posteriormente serem passadas para o veterinário propriamente dito devem conter informações da maior confiabilidade possível. As principais pautas para a organização desse caderno devem ser:

Data de parto; Data de inseminação; Mudanças de lotes; Mudanças na alimentação; Medicamentos ou vacinas aplicadas; Inicio de aparecimento de sintomas de alguma doença; Morte de animais; Outras anormalidades observadas. Essas anotações devem ser individuais, tendo que cada animal é único e pode desenvolver e necessitar de cuidados separadamente. Outros pontos que devem ser observados e anotados caso haja alguma anormalidade são: Postura dos animais; Comportamento; Estado nutricional.

Em casos de constatação de alguma anormalidade persistente deve-se contatar o veterinário responsável, porém há situações que exigem ação imediata. Por isso é importante que as pessoas que lidam com esses animais tenham o mínimo de conhecimento para utilização de técnicas primárias que podem salvar a vida dos animais, ou assegurar que haja mais tempo até a chegada do médico veterinário. Existem cursos de "primeiros socorros" que preparam os profissionais para essas situações.

Conhecimentos sobre parâmetros vitais, principais doenças e funcionamento básico do organismo por parte de pessoas que lidam diretamente com o bovino trazem um diferencial à propriedade.

Outro fator muito importante é dar base aos funcionários da propriedade para reconhecerem zoonoses, para que além de auxiliarem no tratamento do animal enfermo, evitarem o próprio contágio.

 

Como avaliar a saúde dos bovinos?

O que fazer quando houver problemas de parto?

Laboratórios veterinários:  Um mercado em franca expansão. Saiba mais.  

 

Fonte: CPT Cursos Presenciais

Adaptação: Revista Agropecuária

   

Conheça o Curso de Primeiros Socorros em Bovinos

Bovinos

Cursos

Destaques

Notícias

Pecuária

Sites relacionados
Revista Veterinária Revista Veterinária Portal Suínos e Aves Tecnologia e Florestas
© 2019 Revista Agropecuária. Todos os Direitos Reservados.