Avaliação e tipificação de carcaças bovinas

Para a avaliação e tipificação de carcaças bovinas, o sistema utilizado deve respeitar os parâmetros que apresentam correspondência com as características da qualidade da carne. Esses parâmetros são exigidos pelos mercados consumidores.

Na busca de melhoras na classificação dos produtos é importante agrupá-los de acordo com as características semelhantes, a tipificação auxilia a comercialização do gado com o objetivo de avaliar as características da carcaça. A tipificação obedece aos parâmetros sexo-maturidade, conformação, acabamento e peso. Já a carcaça é o animal abatido, sangrado, esfolado, eviscerado, desprovido de cabeça, patas, rabada, glândulas mamárias ou verga.

Para que o bovino seja considerado de corte saudável e de qualidade esperada é necessário que seja classificado com boa musculatura, ossatura forte, amplo e profundo; cabeça pequena, focinho largo, olhos separados e orelhas médias; pescoço curto, musculoso e pouca barbela;corpo em forma de paralelepípedo, com perfil convexo, peito largo e arredondado, ancas afastadas, garupa comprida, costelas compridas e arqueadas. Os membros anteriores de comprimento médio a curto e musculoso, os membros posteriores também de comprimento médio a curto, com maturidade jovem ou até 36 meses.

 

Como garantir a qualidade da carcaça de bovinos e da carne?

Quais os principais critérios utilizados para avaliar, classificar e tipificar carcaças de bovinos?

Quais os principais sistemas de avaliação e tipificação de carcaças adotados?  

 

Fonte: CPT Cursos Presenciais

Adaptação: Revista Agropecuária

   

Conheça o Curso de Avaliação e Tipificação de Carcaças de Bovinos

Bovinos de Corte

Cursos

Destaques

Notícias

Sites relacionados
Revista Veterinária Revista Veterinária Portal Suínos e Aves Tecnologia e Florestas
© 2019 Revista Agropecuária. Todos os Direitos Reservados.