Vantagens do uso da inseminação artificial

inseminacao-artificial-bovinosA inseminação artificial (IA) em bovinos é muito utilizada na pecuária, pois é um método que oferece diversas vantagens à produção. É uma técnica antiga e muito eficiente.

A técnica da inseminação artificial baseia-se em um conjunto de eventos que acontecem desde a coleta do sêmen, sua análise e processamento em laboratório, a manutenção por períodos variáveis em condições extracorpóreas, até a sua introdução no trato genital de uma fêmea.

A técnica é amplamente utilizada, pois permite o melhoramento genético e o aumento da eficiência produtiva dos rebanhos. Fui inicialmente utilizada com o intuito de erradicar doenças infecciosas transmitidas durante a monta natural.

Hoje com o avanço da tecnologia, as vantagens oferecidas pela IA, juntamente com outros métodos são: controle da transmissão de doenças infectocontagiosas da esfera reprodutiva; incremento do melhoramento genético e da produção animal; aprimoramento do controle zootécnico; racionalização do manejo reprodutivo; redução dos problemas de partos em novilhas, usando-se touros com facilidade de parto; e possibilidade do nascimento de crias após a morte do pai.

Para a realização da IA é observado o cio das fêmeas, são recomendadas duas observações ao dia, sendo uma no início da manhã e outra no final da tarde. O cio pode ser identificado através da aceitação da monta de outros animais. Assim, as vacas que apresentam cio pela manhã, devem ser inseminadas à tarde do mesmo dia; já as vacas que apresentam cio à tarde, devem ser inseminadas na manhã seguinte

.

Quais os objetivos da inseminação artificial?

Inseminação como ferramenta no melhoramento genético?

Quais cuidados devem ser tomados no armazenamento e descongelamento do sêmen?  

 

Fonte: Info Escola

Adaptação: Revista Agropecuária

 

 

Conheça o Curso de Inseminação Artificial em Bovinos

 

 

Artigos

Bovinos

Destaques

Notícias

Sites relacionados
Revista Veterinária Revista Veterinária Portal Suínos e Aves Tecnologia e Florestas
© 2019 Revista Agropecuária. Todos os Direitos Reservados.