Uso da capineira para a produção de forrageira de corte

gadoAA baixa qualidade da pastagem é um problema recorrente em muitas propriedades, em busca de soluções, vários produtores vêm usando a capineira para a produção de forrageira de corte.

A produção e o valor nutritivo de forrageiras de corte dependem de vários fatores, entre os quais destacam-se o tipo de forrageira como a espécie ou variedade, as condições climáticas e de solo, e o manejo de corte, especialmente à idade da rebrota.

A plantação da capineira próxima ao local de fornecimento dos animais facilita o transporte e a manutenção, e também diminui os custos. Para a plantação os solos mais recomendados são os drenados e profundos.

Dentre as gramíneas de corte mais utilizadas na formação da capineira, tem-se os capins elefante, napier, cameron, e capim-tobiatã, porém a melhor escolha deve se basear no clima e solo da região.

Após a escolha da área, o preparo do solo deve ser feito no final do período seco (novembro a dezembro), a vegetação deve ser limpa e o solo arado, com as primeiras chuvas o plantio deve ser feito.

 

Como diagnosticar pastagens em degradação?

Quais as espécies forrageiras mais utilizadas nos sistemas de pastagens brasileiros?

Quais as tecnologias de manejo de pastagem que aumentam a produtividade da pecuária bovina?

 

Fonte: Agro Mundo

Adaptação: Revista Agropecuária

 

 

Conheça o Curso de Manejo Intensivo de Pastagens para a Bovinocultura

manejo de pastagem para bovinocultura2

Bovinos

Bovinos de Corte

Notícias

Pastagens

Sites relacionados
Revista Veterinária Revista Veterinária Portal Suínos e Aves Tecnologia e Florestas
© 2019 Revista Agropecuária. Todos os Direitos Reservados.