Como curar o umbigo de cordeiros

Para curar o umbigo do cordeiro é preciso saber que o cordão umbilical liga o feto e a mãe durante todo o processo gestacional. Formado por quatro estruturas que se dividem em duas artérias umbilicais, uma veia umbilical e o úraco que tem ligação direta com o corpo do animal.

As estruturas são rompidas quando o animal nasce e perdem suas funções e vão atrofiando com o passar do tempo. Quando o processo ocorre de forma natural pode demorar até dez dias e também pode acarretar alguns problemas, como infecções e miíases ou bicheiras.

Assim, a cura do umbigo do cordeiro pode evitar estes problemas. A cura precisa ser realizada após o nascimento, a base de tintura de iodo 10% devendo ser repetida até o 3º dia de vida do cordeiro. Se os cordões forem grandes é preciso cortar com uma tesoura esterilizada, deixando apenas dois dedos de comprimento, e só assim mergulhar na tintura. A cura com a tintura de iodo visa à desidratação do coto umbilical, e o colabamento dos vasos sanguíneos e do úraco, evitando infecção por bicheiras.

 

Fonte: Revista Arco

 

Conheça as técnicas de melhoramento genético na ovinocultura.

Saiba mais sobre biotecnologia da reprodução em ovinos.

Zootécnistas e Médicos Veterinários conheca os equipamenos e materiais para a reprodução em ovinos!!

Ovinos

Pecuária

Sites relacionados
Revista Veterinária Revista Veterinária Portal Suínos e Aves Tecnologia e Florestas
© 2019 Revista Agropecuária. Todos os Direitos Reservados.