Eficiência do manejo e irrigação de pastagens

Os rebanhos brasileiros são criados principalmente em regime de pastagem. Visando a produtividade rápida e de qualidade, os pecuaristas procuram investir em tecnologias simples e baratas que levam a melhora das pastagens e consequentemente a alimentação adequada dos animais, evitando assim possíveis perdas com a nutrição escassa dos planteis.

Uma pastagem de qualidade depende do manejo adequado e da irrigação, quando necessária, pois ela garante a produção em épocas de seca. O pecuarista precisa estar ciente que a irrigação só deverá ser usada como tecnologia agrícola final.

O processo de irrigação não terá resultado se não for acompanhado por um bom manejo da pastagem. É preciso, antes de aplicar a irrigação, fazer o preparo do solo, correção da fertilidade com base em análises químicas, escolha da melhor espécie para cultivar na área escolhida para pastagem, semeadura em nível para evitar a erosão, adubação de manutenção e cobertura para as plantas, combate às plantas daninhas, doenças e pragas que afetam a pastagem.

Outro fator importante é escolher o sistema de irrigação de acordo com as condições da propriedade. Os fatores a serem analisados são o tipo de solo, quantidade de água disponível, área a ser irrigada e outros.

 

Fonte: http://sistemasdeproducao.cnptia.embrapa.br/FontesHTML/BovinoCorte/BovinoCorteRegiaoSudeste/irrigacao.html

 

Obtenha a prática de avaliação do sistema de irrigação por pivô central.

Aprenda a diagnosticar a degradação das pastagens.

 

Agricultura

Bovinos

Irrigação

Pecuária

Sites relacionados
Revista Veterinária Revista Veterinária Portal Suínos e Aves Tecnologia e Florestas
© 2019 Revista Agropecuária. Todos os Direitos Reservados.