Castração biológica de bovinos

A castração biológica de bovinos é realizada por meio de uma injeção à base de papaína e ácido lático. Esse método garante índices de até 98% de castração, e elimina os riscos de possíveis hemorragias, que geralmente pode acontecer quando é feita a castração pelo método convencional, ou seja, a retirada dos testículos dos animais.

O objetivo da castração biológica é minimizar o sofrimento dos animais, comparado ao sofrimento da castração cirúrgica ou convencional. A castração biológica é feita com a injeção de uma dose única aplicada em cada um dos testículos do animal, e recebe o nome de biológica, pois é feita com a injeção a base de papaína, substância encontrada no mamão, e ácido lático, substância retirada do leite.

Dentre as vantagens observadas com a aplicação da castração biológica é a não retirada dos testículos, evitando problemas com hemorragias, bicheiras ou pós-operatório, e também não há risco de morte, pois o produto tem ação local. Os animais castrados tornam-se menos agressivos.

 

Fonte: www.diadecampo.com.br

 

Importância do exame andrológico para a eficiência reprodutiva do rebanho.

Patologias relacionadas ao aparelho reprodutor masculino.

Bovinos

Destaques

Pecuária

Sites relacionados
Revista Veterinária Revista Veterinária Portal Suínos e Aves Tecnologia e Florestas
© 2019 Revista Agropecuária. Todos os Direitos Reservados.