Gripe aviária

A gripe aviária surgiu inicialmente em 1997, é transmitida por aves e pode causar sérios problemas de saúde, podendo levar à morte. A gripe aviária é causada por uma mutação do vírus Influenza A, transmissor da gripe, o H5N1. Outras variações do vírus, como H7N7, H7N9 e H9N2, também já infectaram humanos. A doença já foi registrada em aproximadamente 36 países ao redor do mundo, principalmente Ásia, África e Europa.

Foram registrados cerca de 200 casos de gripe aviária em seres humanos, com taxa de mortalidade muito alta, mais de metade dos infectados morreram em decorrência da gripe. O objetivo atualmente é controlar a incidência da doença e impedir uma pandemia.

Segundo os registros, todas as pessoas contaminadas estiveram em contato com aves doentes. O vírus H5N1 pode sobreviver no meio ambiente por longos períodos de tempo, podendo ser transmitido através do simples contato com superfícies contaminadas. E ainda, as aves infectadas podem continuar a transmitir o vírus pelas fezes e pela saliva por até dez anos.

Os principais sintomas surgem dentro de dois a oito dias após a infecção, dependendo do tipo. Geralmente os sintomas se assemelham aos da gripe convencional, como: tosse, febre, garganta inflamada, dor muscular, dor de cabeça, falta de ar, náuseas, vômito e diarreia. Em alguns casos a gripe aviária pode causar conjuntivite.

 

Fonte: www.minhavida.com.br/saude/temas/gripe-aviaria

 

Artigos

Aves

Pecuária

Sites relacionados
Revista Veterinária Revista Veterinária Portal Suínos e Aves Tecnologia e Florestas
© 2019 Revista Agropecuária. Todos os Direitos Reservados.