Processo de ordenha

Na maioria dos rebanhos brasileiros a ordenha é feita por processo mecânico, mas há também locais que essa ordenha é feita manualmente, sendo que para os dois processos é necessário utilizar os equipamentos, que devem sofrer pequenas adaptações, particularmente ao que se refere à pressão de vácuo e eventualmente na dimensão dos bicos.

Geralmente a apojadura é feita com a presença do bezerro, facilitada pelo fato de que em poucas semanas ele aprende o nome da mãe e assim, atende quando chamado pelo ordenhador e vai sozinho para a sala de ordenha.

É preciso ter um cuidado especial com as fêmeas de maior produção, principalmente no que se refere à prevenção e  tratamento da mastite. É preciso limpar os úberes e desinfetar antes e após a ordenha. O leite precisa ser regularmente testado (CMT) para que possa ser detectada a presença de infecção subclínica. Nos casos clínicos os animais são isolados e recebem tratamento específico, os animais estabulados têm suas fezes recolhidas diariamente.

 

Fonte: Criar e Plantar

 

Saiba como preparar seu animal para exposição. Veja aqui.

Administração técnica e econômica da atividade leiteira. Clique aqui.

Destaques

Sites relacionados
Revista Veterinária Revista Veterinária Portal Suínos e Aves Tecnologia e Florestas
© 2019 Revista Agropecuária. Todos os Direitos Reservados.