Uso de defensivos agrícolas na agricultura

Na agricultura o controle de seres considerados nocivos ao homem é feito com o uso de defensivos agrícolas, que são produtos químicos, físicos ou biológicos. Os defensivos são popularmente conhecidos como agrotóxicos, pesticidas ou praguicidas. Entre os agrotóxicos são encontrados produtos que controlam plantas invasoras (herbicidas), insetos (inseticidas), fungos (fungicidas), bactérias (bactericidas), ácaros (acaricidas) e ratos (rodenticidas). Os reguladores de crescimento também são considerados agrotóxicos.

O objetivo do uso do agrotóxico é o controle de seres considerados nocivos, mas por outro lado podem envenenar animais e plantas. O organismo absorve o agrotóxico por meio de ingestão, inalação ou através do contato com a pele e mucosas, por meio de contato direto ou indireto.

Os danos podem ocorrer por meio de dois tipos de intoxicação: aguda ocorre quando a vítima é exposta a doses altas do agrotóxico, os sintomas aparecem rapidamente e variam em dor de cabeça, dor abdominal, diarreia, náusea, vômito, irritação de olhos e pele, visão turva, opressão torácica, dificuldade respiratória, sudorese intensa, cãibras, tremores, arritmias cardíacas, convulsões, coma e morte; e a intoxicação crônica ocorre quando a vítima é exposta a doses menores, mas por muito tempo, pode ter consequências graves, incluindo paralisia, esterilidade, abortos e danos ao desenvolvimento dos fetos e câncer, entre outros. Por isso é importante ter consciência quanto o uso.

Fonte: IPAM

Aprenda a aplicar técnicas para melhorar a fertilidade do solo. Clique aqui.

Saiba diagnosticar pastagens em degradação e propor formas de recuperação da área. Veja aqui.

Destaques

Sites relacionados
Revista Veterinária Revista Veterinária Portal Suínos e Aves Tecnologia e Florestas
© 2019 Revista Agropecuária. Todos os Direitos Reservados.