Alimentação do gado leiteiro durante o período de seca

O período de seca é um momento muito complicado para os pecuarista, e requer cuidados com a para evitar perdas devido a escassez de água que afeta diretamente as pastagens.

Os cuidados com o manejo dos animais é fundamental, é preciso fazer a suplementação, análise dos alimentos e folga na produção, ou seja, é importantíssimo que seja feito o planejamento alimentar na produção.

Em primeiro momento é preciso saber a quantidade de animais e a quantidade de alimentos que precisa para alimentá-los. Também é preciso fazer um estudo com suporte de técnicos que irão verificar as espécies mais adequadas que podem ser usadas na propriedade, e assim o planejamento alimentar possa ser atendido.

No Brasil é muito utilizado durante a seca a silagens de cana-de-açúcar com ureia, além do milho, sorgo e feno. Mas, a melhor forma de se produzir leite em condições tropicais é utilizar das pastagens tropicais, como braquiárias e gramíneas.

Dependendo dos animais será preciso fazer complementação com concentrados. Quando produtor escolhe a forma mais eficiente de produzir um alimento barato, o custo da produção e a qualidade final do produto serão recompensados.

É preciso fazer a analise do alimento para ver quanto possui de proteína e energia, podendo complementar com concentrados. Mas, cuidado com a suplementação com cana e ureia, pode intoxicar os animais.

Quando a alimentação não é adequada os animais perdem peso, e a produção seja de leite ou carne é prejudicada.

Fonte: Portal Coasul

Compreenda as características e as necessidades nutricionais dos bovinos leiteiros. Veja aqui.

O que é e como calcular o custo de produção de leite de uma fazenda. Clique aqui.

Destaques

Sites relacionados
Revista Veterinária Revista Veterinária Portal Suínos e Aves Tecnologia e Florestas
© 2019 Revista Agropecuária. Todos os Direitos Reservados.