Plantas daninhas no eucalipto

O eucalipto se adapta a solos pouco férteis e por isso é indicado o seu plantio em áreas degradadas. No Brasil os plantios de eucalipto são utilizados como termorredutores para o setor siderúrgico, fonte de celulose, madeira para construção civil, indústria de móveis e outros.

A plantação também está sujeita à interferência das plantas daninhas que causa o decréscimo de quali-quantitativos em sua produção, sendo assim um dos grandes problemas na implantação e manutenção de florestas de eucalipto. Há o risco de perda do plantio conforme o grau de infestação e na manutenção dificultando os tratos culturais.

As plantas daninhas têm ocasionado impactos econômicos, os fatores que afetam o crescimento das árvores podem ser divididos em abióticos e bióticos. Sendo o primeiro aqueles decorrentes da ação dos fatores físicos ou químicos do ambiente, como a disponibilidade de água e nutrientes do solo, pH do solo, luminosidade e outros. E o segundo aqueles decorrentes da ação dos seres vivos, como a competição, alelopatia, a predação e outros.

O período crítico de interferência de plantas daninhas sobre o eucalipto é variável conforme a região, a espécie de Eucalyptus e as espécies e densidade de plantas daninhas. O controle até 30 dias pós-plantio não afeta o crescimento em altura e diâmetro.

Fonte: http://www.angus.org.br/wp-content/uploads/2013/08/iatf.pdf

Saiba identificar e controlar as principais doenças causadas por fungos e bactérias fitopatogênicas. Veja aqui!

Ecofisiologia do eucalipto e principais formas de plantios e períodos de controle. Clique aqui!

Destaques

Sites relacionados
Revista Veterinária Revista Veterinária Portal Suínos e Aves Tecnologia e Florestas
© 2019 Revista Agropecuária. Todos os Direitos Reservados.