Santa Catarina exporta bezerros vivos pela primeira vez

Santa Catarina, no município de Lages, pela primeira vez exportou bezerros vivos da raça charolês e limousin. O destino foi a Turquia, sendo ao todo cerca de quatro mil animais de aproximadamente 200 quilos, entre 6 e 8 meses.

A exportação é fruto de intenso trabalho e apoio da Faesc (Federação da Agricultura e Pecuária de Santa Catarina), junto aos produtores e clientes europeus. A exportação representou um negócio de cerca de cinco milhões de reais.

Pesou a favor o fato de o Estado ser o único livre de febre aftosa. Entretanto, para que ocorresse a exportação, no entanto, foi preciso adequar os animais a algumas exigências sanitárias da União Européia, tais como: confinamento de quase um mês, realização de exames e toda uma preparação sanitária, além de adaptação nutricional, vacinas, dentre outras.  Na Turquia os animais serão engordados e preparados para o abate.

A viagem levou quase 20 dias em um navio no porto de Imbituba, e precisou contar com mais de 400 quilos de ração.

A meta dos produtores de Santa Catarina é aumentar a exportação nos próximos meses, e atingir a marca de mais cinco mil animais para o mesmo destino. Por ano, o objetivo é exportar cerca de 50 mil animais a um preço médio de R$ 1,5 mil cada animal.

 

O manejo nutricional desses bezerros é essencial para garantir a qualidade do produto final no mercado. Saiba mais.

Fonte: Entrevista News

Artigos

Bovinos

Bovinos de Corte

Mecanização

Notícias

Sites relacionados
Revista Veterinária Revista Veterinária Portal Suínos e Aves Tecnologia e Florestas
© 2019 Revista Agropecuária. Todos os Direitos Reservados.