Produção de carnes brasileiras deverá aumentar nos próximos anos

De acordo com a Organização de Cooperação e de Desenvolvimento Económico (OCDE), entidade que congrega 34 países, o Brasil deverá ser um dos países com maior produção de carnes no mundo, sobretudo nos próximos dez anos. Isso, mesmo com os prognósticos de preços ao produtor, que também deve crescer.

A carne de frango está em primeiro lugar no estudo, que projetou para o período entre 2015 e 2026, um crescimento anual de 3%. Ao longo do período, isso representa 38% de aumento.  

Já a suína, a estimativa é de 2,7% de crescimento ao ano, e a bovina de 2,4%. Todas as carnes representam o conjunto do consumo interno somado às exportações. 

A produção total de carnes entre 2015 e 2016 foi estimada com mais de 26 milhões de toneladas. Já a projeção para a década, considerarmos todas as carnes juntas, este número chega a 34,1 milhões de toneladas.

Sobre as exportações, o estudo da entidade também indica elevadas taxas de crescimento para as carnes, sendo as de frango e suínos liderando o mercado, ambas com 3,6% de aumento em taxas anuais.

Os principais destinos das exportações de carne de frango deverão ser: Arábia Saudita, Europa, China. Para a carne suína:  Rússia, Hong Kong e Cingapura.

 

Com a demanda de exportação de carne aumentando, profissionais da área de avaliação de carcaças bovinas devem estar atualizados. Saiba mais.

Fonte Suíno.com

Áreas

Aves

Bovinos de Corte

Notícias

Pecuária

Suinos

Sites relacionados
Revista Veterinária Revista Veterinária Portal Suínos e Aves Tecnologia e Florestas
© 2019 Revista Agropecuária. Todos os Direitos Reservados.