O alto consumo de proteína no Brasil

O Brasil está entre os primeiros países do mundo em produção de proteína animal, com destaque para as carnes bovinas, suína e de aves. Ao todo, somente no ano de 2010-2011, por exemplo, chegamos a produzir cerca de 25 milhões de toneladas dos três produtos juntos.

Dentro desta expressividade o mercado interno se revelou o maior consumidor do produto, adquirindo mais de 75% desta produção. Já as exportações ocuparam 15% da produção.

Neste período citado, sobretudo por conta de outra realidade econômica, se comparada a atual, o consumo per capita destes produtos aumentou consideravelmente em relação ao ano anterior, tendo como liderança o consumo de carne bovina, com 37,4 kg, em segundo a carne de aves, com 43,9 e 14,1 kg de suína.

As carnes de ovinos e caprinos, embora com menor expressividade, também tiveram seus aumentos, assim como o consumo de leite.

Outro motivo determinante para o bom consumo interno de proteína neste período pode ser atribuído na legislação no começo da década, além da atuação do governo em promover políticas de erradicação de doenças, o que colaborou para o aumento da produção e segurança alimentar.

Neste período, por exemplo, cerca de 60% do território nacional recebeu a certificação, da Organização Internacional de Epizootias (OIE), de controle de doenças como a febre aftosa, brucelose e tuberculose animal.

 

Atualize seus conhecimentos sobre a alimentação animal. Clique aqui.

Fonte: Ministério da Agricultura

Aves

Bovinos

Bovinos de Corte

Bovinos de Leite

Mecanização

Notícias

Pecuária

Suinos

Sites relacionados
Revista Veterinária Revista Veterinária Portal Suínos e Aves Tecnologia e Florestas
© 2019 Revista Agropecuária. Todos os Direitos Reservados.