Especialista destaca a importância da rastreabilidade do processo produtivo na avicultura

A certificação orgânica de origem animal, como carnes, ovos e leite, necessita de uma minuciosa avaliação e em todo o seu sistema produtivo, ou seja, desde a alimentação dos animais até o produto final.

Essas foram as palavras da auditora do IBC Certificações, Carolina Manço, que é também zootecnista, durante evento realizado pelo Centro de Inteligência em Orgânicos (CI Orgânicos), em parceria com o Sebrae, no campus da Sociedade Nacional de Agricultura (SNA), na Penha (Zona Norte do Rio de Janeiro).

Na oportunidade a palestrante destacou a importância da ênfase em rastreabilidade, como fator principal da averiguação de todo o processo. Para ela, não é possível que a certificação orgânica dos animais seja realizada sem a certificação da produção vegetal destinada à alimentação dos mesmos.

O público, formado por produtores de todo o estado e fiscais, pôde ouvir da palestrante outras dicas sobre o processo de certificação e os pré-requisitos e procedimentos contidos na legislação sobre o tema.

Para Paulo Ferreira, um dos produtores agropecuários e participantes, o investimento em conhecimento sobre este tema tem sido o fator diferencial para o seu negócio. “Vou sempre que possível em todos os eventos similares, pois sei que somente com um padrão rígido de qualidade e atenção aos pontos mencionados nesta palestra, é que faremos a diferença enquanto produtores”.

 

Entenda mais sobre avaliação dos produtos de origem animal e manejo da qualidade. Clique aqui.

Fonte: Suinocultura Industrial

Aves

Notícias

Pecuária

Sites relacionados
Revista Veterinária Revista Veterinária Portal Suínos e Aves Tecnologia e Florestas
© 2019 Revista Agropecuária. Todos os Direitos Reservados.