A tecnologia contra o estresse térmico na produção do bovino leiteiro

O Brasil vem ocupando ao longo dos últimos anos as primeiras colocações no ranking mundial de produção de leite. Isso, devido a inúmeros investimentos sanitários na bovinocultura, alinhados as necessidades impostas por organismos internacionais, como o manejo e bem estar.

Entretanto, alguns gargalos desafiam os produtores como, por exemplo, o estresse térmico, que reduz consideravelmente a produção e a qualidade do leite, sendo as variações de tempo as responsáveis diretas por este problema.  

Animais de origem europeia, por exemplo, são os mais intolerantes quanto ao clima tropical, elevando a sua transpiração e índices metabólicos, o que não é bom para o produto final.

Entretanto, várias alternativas já podem ser observadas no segmento, gerando ótimos resultados como, por exemplo, os investimentos em ambiência e instalações.

Amplie seu conhecimento sobre a bovinocultura leiteira garantindo o sucesso e rentabilidade de todo o processo. Confira.

Fonte: Pub Vet

Bovinos

Bovinos de Leite

Notícias

Parceiros

Pecuária

Sites relacionados
Revista Veterinária Revista Veterinária Portal Suínos e Aves Tecnologia e Florestas
© 2019 Revista Agropecuária. Todos os Direitos Reservados.