Perdas na produção leiteira causadas pela mastite

As perdas na produção leiteira causadas pela mastite, doença que atinge as glândulas mamárias das vacas, vem afetando rebanhos de todo o mundo.

Tal situação é mensurada pelos gastos contabilizados com medicamentos e descarte do leite contaminado, gerando grandes prejuízos muitas vezes gigantescos.

A doença está intimamente relacionada a falta de higiene das instalações, por conta de urina, fezes e matéria orgânica acumulada, propiciando o desenvolvimento das bactérias.

Por isso o investimento em condições sanitárias adequadas, que envolvem também as práticas de ordenha mecânica ou manual, devem estar incluídas no projeto da fazenda.

Com a mastite uma vez instalada, cabe ao produtor buscar apoio de profissionais especializados, de modo a realizar o diagnóstico através de vários métodos. Um deles, considerado mais eficiente, é o exame de contagem das células somáticas (CCS), as quais surgem como resposta imunológica do animal frente às infecções. Em seguida, é realizar o tratamento médico da Mastite por meio de medicamentos específicos, sendo grande parte de antibacterianos e anti-inflamatórios.

Não perca tempo! Amplie seu conhecimento sobre o assunto e saiba como tratar essa e outras enfermidades que afetam a bovinocultura. Confira aqui.

Fonte: Embrapa

Bovinos

Bovinos de Leite

Notícias

Parceiros

Pecuária

Sites relacionados
Revista Veterinária Revista Veterinária Portal Suínos e Aves Tecnologia e Florestas
© 2019 Revista Agropecuária. Todos os Direitos Reservados.