TUDO O QUE AINDA NÃO TE CONTARAM SOBRE TRANSGÊNICOS

A importância da suplementação para o rebanho leiteiro

O sucesso da produção leiteira depende de uma série de fatores, sendo um dos mais importantes, sem dúvida, a nutrição dos animais. E não é à toa que em muitas propriedades este item chega a demandar mais de 70% dos custos produtivos. Isso, obviamente, sem abrir mão do manejo e sanidade.

Dentro deste aspecto está a importância da atenção a mineralização do rebanho, por meio do fornecimento equilibrado de cálcio, fósforo, iodo, sódio, zinco, cobre, dentre muitos outros. Estes irão garantir ossos saudáveis, apetite, crescimento acelerado, fertilidade, e, por fim, um progressivo aumento da produção leiteira.

Todos estes nutrientes estão presentes na alimentação considerada “tradicional”, como água e pastagens. Porém, não em quantidade suficiente para atender as demandas metabólicas do animal e das exigências de produtividade.

É aí que entra a suplementação como forma de suprimento destas quantidades mínimas e que pode variar entre animais de idades e fases diferentes, com destaque para os animais em lactação, que merecem uma atenção mais rigorosa neste aspecto.

A quantidade destes minerais fornecidos e misturados na alimentação vai depender de um estudo prévio realizado pelo profissional da área, o qual estará designado a realizar o balanço nutricional e estilo de vida do animal, seja ele criado em confinamento ou pasto.  

Fique por dentro de todas as técnicas de formulação de dietas e rações para bovinos e garanta o maior rendimento da produção. Confira.

Fonte: Rural News

Bovinos

Bovinos de Leite

Curiosidades

Cursos

Destaques

Mecanização

Notícias

Parceiros

Pecuária

Saude animal

Tecnologia

Sites relacionados
Revista Veterinária Revista Veterinária Portal Suínos e Aves Tecnologia e Florestas
© 2017 Revista Agropecuária. Todos os Direitos Reservados.