Adubação orgânica

Uma determinada cultura, para obter êxito, deve contar, antes de tudo, com um solo bem trabalhado e apto para a germinação. Assim, podemos citar o uso de adubos orgânicos que oferecem diversas vantagens em prol das características físicas e biológicas do solo, e, obviamente, da aceleração do crescimento da planta.

Os adubos orgânicos podem atuar na condição de fertilizantes, por conter nutrientes como nitrogênio, cálcio, fósforo, dentre outros, além de corretivos, já que promovem a melhora das condições da composição do solo, reduzindo o efeito tóxico de outras substâncias.

Pode ser feito através de compostos a base de restos vegetais, como folhas, galhos, cascas e até mesmo de excrementos de animais, como boi, cavalo, porco dentre outros.

Em termos de melhoramento, podemos dizer que a adubação orgânica aprimora as propriedades físicas do solo, podendo inclusive ser capaz de substituir os tradicionais adubos minerais.

Os adubos orgânicos podem ainda contribuir para o meio ambiente, já que não poluem os lençóis freáticos e pode ser produzido por diferentes tipos de subprodutos. E o que é melhor: com um investimento relativamente baixo em vista do custo-benefício.

Confira também as principais técnicas de irrigação que auxiliam na qualidade do solo. Clique aqui.

 Fonte: Rural News

Agricultura

Fertilização

Irrigação

Mecanização

Notícias

Parceiros

Pecuária

Sites relacionados
Revista Veterinária Revista Veterinária Portal Suínos e Aves Tecnologia e Florestas
© 2019 Revista Agropecuária. Todos os Direitos Reservados.