Você sabe o que é a Miosite em Equinos?

Os cavalos que estão desempenhando alguma atividade atlética, seja em rodeios, cavalgadas extensas ou competições equestres, com certa frequência estão sujeitos a serem surpreendidos por algum problema muscular, seja em maior ou menor grau. Em casos mais sérios, há inclusive a paralisia de parte dos membros, sendo a Miosite o termo utilizado para se referir a estas condições.

Desta maneira, caso o animal apresente logo após a atividade sinais de dores, dificuldade de se locomover, tremores, é preciso ficar alerta, pois há uma grande possibilidade dele estar com algum problema relacionado a essa enfermidade, também conhecida popularmente como doença de segunda-feira.

É comum ainda estes animais apresentarem um aumento da frequência respiratória e cardíaca, além de sudorese excessiva.

Trata-se de uma inflamação que atinge o tecido dos músculos, principalmente após esforços físicos excessivos e quando o animal volta de longo tempo de inatividade. Outros fatores ajudam a potencializar estas doenças, tais como a alimentação equivocada, com uma quantidade de carboidratos excessiva ou uma alimentação apenas baseada em pastagem.

Metabolicamente, ocorre um excesso de liberação de ácido lático nos músculos fatigados, como forma de compensação do organismo, desencadeando ainda problemas nos rins, que passam a ficar sobrecarregado ao filtrar a substância, piorando o quadro do animal.

Uma das formas tradicionais de diagnóstico, além da anamnese e exames laboratoriais, pode ser realizada por meio da palpação a região lombar, com o animal manifestando a dor.

A prevenção passa por um correto manejo nutricional, com dieta equilibrada, e jamais realizar paradas bruscas com os exercícios e, dias depois, retornar com carga intensa. Por isso é preciso que o animal esteja sempre em atividade atlética, mesmo que seja em menor intensidade.

Já o tratamento é baseado em suplementação nutricional, fármacos para aliviar as dores e inflamação, dentre outros. Estes devem ser fornecidos apenas por profissionais da medicina veterinária, de preferência especializados, para que a recuperação ocorra de forma satisfatória.

Quer aprimorar seu conhecimento ainda mais sobre as enfermidades que afetam o organismo dos equinos?

Então, você não pode deixar de conferir esse post: Comportamentos estereotipados em cavalos

Fonte: Informativo Equestre

Curiosidades

Equinos

Notícias

Parceiros

Pecuária

Sites relacionados
Revista Veterinária Revista Veterinária Portal Suínos e Aves Tecnologia e Florestas
© 2018 Revista Agropecuária. Todos os Direitos Reservados.