Principais raças de bovinos de corte presentes no Brasil

O Brasil tem o maior rebanho de bovinos de corte do mundo, desta forma a pecuária de corte é uma das principais atividades econômicas.

Antigamente o negócio era caracterizado pelo atraso tecnológico, hoje o cenário já mudou. A propriedade rural já é administrada como uma empresa, e o uso das tecnologias ajudaram a ampliar ainda mais a área.

Alguns fatores que proporcionam o crescimento dos bovinos de corte no país são as diversidades de raças e o desenvolvimento genético que seleciona animais com desempenho genético superiores. Tais ações tornam o Brasil como um país competitivo no mercado de produção de carne. Você ja parou para pensar sobre o que os produtores de sucesso tem em comum?

Ao iniciar ou mudar a atividade para a bovinocultura de corte, uma das principais decisões é escolher a raça que será criada. Para a decisão correta, o pecuarista deve levar em consideração a realidade de sua propriedade e o nível de tecnologia que almeja empregar.

Confira uma lista de algumas raças de bovinos de corte que compõem o rebanho brasileiro e impulsionam o desenvolvimento da pecuária nacional:

Nelore

Com origem indiana, o nelore é a raça de bovinos de corte mais predominante no Brasil, responsável por 80% do rebanho nacional. Muito procurada pelos produtores de carne, o nelore, apresenta excelente adaptação às regiões mais quentes do país além de resistência a restrições alimentares;

Angus

Uma das raças mais famosas do país, o Angus tem origem europeia. Produz carnes com excelentes características de maciez e sabor. As principais vantagens para a criação da raça é a alta fertilidade e precocidade, pois os animais atingem a puberdade e o estado de abate mais cedo.

Brahman

De origem dos Estados Unidos, o Brahman, é o resultado do cruzamento entre as principais raças zebuínas. É de fácil adaptação ao Brasil e é uma excelente raça para cruzamento industrial.

Brangus

A raça surgiu do cruzamento entre do Brahman e Angus. Suas principais características são a habilidade materna, precocidade sexual, excelente marmorização e fácil adaptação. O Brangus é muito utilizado nos confinamentos devido ao seu elevado ganho de peso.

Tabapuã

Considerado como “zebu brasileiro”, o Tabapuã surgiu ao cruzar zebuínos, Nelore, Gir e Guzerá. Apesar de ser uma raça nacional, é criada também em outros países da América do Sul. Entre as principais características da raça estão à docilidade e fácil fertilização. Ainda, se forem criados no pasto ou em confinamentos, esses bovinos de corte têm bom ganho de peso.

Para finalizar com chave de ouro, trouxemos uma super dica para você que não abre mão de aprender sobre a área de bovinocultura. Nos dias 26 a 30 de abril acontecerá em Belo Horizonte a super imersão em gado de corte onde você aprenderá técnicas fundamentais para aumentar a sua rentabilidade. Serão ministrados dois cursos, o de administração técnica e econômica da produção de gado de corte e o curso de manejo nutricional de gado de corte.

Você tem a opção de fazer um ou outro, mas fazendo os dois irá receber o certificado ouro de expert na área. Além disso, sera um profissional completo, com conhecimento em manejo gentil, nutricional, administração, econômico e liderança de equipe. Mas não perca tempo, pois as turmas são reduzidas. Assim, você terá o tão desejado treinamento prático indivudal e total atenção dos professores.

Clique no banner abaixo e confira mais informações!

Fontes: SF Agro | Farming Brasil e Brasil Escola

Bovinos

Cursos

Destaques

Notícias

Parceiros

Sites relacionados
Revista Veterinária Revista Veterinária Portal Suínos e Aves Tecnologia e Florestas
© 2019 Revista Agropecuária. Todos os Direitos Reservados.