Carbúnculo sintomático em bovinos

Carbúnculo sintomático em bovinos é uma doença infecciosa aguda que é causada pela bactéria Clostridium chauvoei, conhecida também como manqueira, devido à intensa claudicação apresentada pelos bovinos afetados.

A enfermidade geralmente acomete animais jovens, entre seis meses a dois anos de idade, proporcionando grandes prejuízos à pecuária, pois mata a maioria dos bezerros infectados. Por isso, é importante ficar atento às formas de transmissão da doença. É sobre isso que trataremos no próximo tópico.

Como acontece a transmissão do carbúnculo sintomático em bovinos?

A patologia é causada por um microrganismo transmitido por esporos de germes presentes no solo durante o pastejo, na água e também em alimentos contaminados. A transmissão também ocorre em contato direto com as feridas cutâneas dos bovinos acometidos.

O carbúnculo sintomático em bovinos ocorre quando os animais ingerem esses esporos contaminados que rapidamente penetram em seu organismo atingindo o intestino, fígado e massas musculares.

Os esporos que levam a contaminação da doença permanecem dormentes nos vasos das massas musculares. Então, quando acontece algum trauma na região como quedas ou coices propicia-se um ambiente sem oxigênio, que favorece a germinação dos esporos e produção das toxinas bacterianas. Posteriormente, ocorre a formação do quadro de gangrena que desencadeia os sinais da manqueira.

Quais os sinais da doença?

Além da manqueira, os principais sinais do carbúnculo sintomático em bovinos são:

- Febre;

- Tremedeira;

- Pulso rápido;

- Respiração pesada;

- Inchaço dos músculos.

Como a doença se desenvolve rapidamente de 12 a 36 horas, é importante que você fique atento aos primeiros sinais. Assim as chances de sucesso do tratamento são maiores.

Tratamento

O tratamento do Carbúnculo sintomático em bovinos pode ser feito com altas doses de antibióticos juntamente com o suporte da fluidoterapia. Porém, o sucesso do tratamento ainda é pequeno, quase todos os animais acometidos vão a óbito.

Bovinos com muitas lesões musculares causadas pela enfermidade têm menos chance de viver. Por isso, o combate ao carbúnculo deve contar com um efetivo programa de prevenção, abordaremos sobre o assunto em seguida.

Prevenção

A sua melhor arma para manter seus animais longe do carbúnculo sintomático em bovinos é imunização. O rebanho deve tomar a primeira vacina polivalente, por via subcutânea, até os quatro meses de idade e igualmente ao completarem 9 a 10 meses.

Além de colaborar para o melhor desempenho do rebanho e redução de custos, um programa nutricional adequado auxilia na prevenção da doença. Para você que quer aprofundar o conhecimento no assunto veja essa dica:

Curso de Formulação de Dietas e Rações para Bovinos

Já para você que quer aprender na prática como agir nessa e em outras situações emergenciais com bovinos, clique abaixo:

Curso de Primeiros Socorros em Bovinos

Fontes: Revista Veterinária e Ouro Fino Saúde

Bovinos

Cursos

Destaques

Notícias

Parceiros

Sites relacionados
Revista Veterinária Revista Veterinária Portal Suínos e Aves Tecnologia e Florestas
© 2018 Revista Agropecuária. Todos os Direitos Reservados.