Mercado de genética bovina registra crescimento de 20% na venda de sêmen de gado de corte

sêmen bovinoApós passar por uma fase difícil, o mercado de genética teve uma importante recuperação em 2018. O país atravessou momentos de fortes incertezas, principalmente no cenário político e econômico.

Após a melhora na definição do cenário eleitoral, os produtores ficaram mais otimistas. Com isso, passaram a investir de forma mais intensa na atividade. Afinal, a inseminação artificial é uma estratégia importante que proporciona diversas vantagens para o rebanho.

Em 2018 foram comercializadas 13,8 milhões de doses no total, e desse volume 60% foram  vendidos no segundo semestre. O que confirma a força e confiança que o produtor tem. Se pararmos para fazer um comparativo, houve um crescimento de 14% em relação ao ano anterior, que registrou volume de 12.134.438 de doses. É uma ótima notícia que demonstra o quanto a genética superior tem sido utilizada nos nossos rebanhos.

Destaque para o gado de corte

O gado de corte foi o que mais se destacou, ficando acima da média geral com um volume total de 9.622.282 de doses vendidas em 2018. Desse total, 6.683.612 doses foram comercializadas no último trimestre do ano. Segundo informações publicadas no boletim da Asbia, é provável que este aumento tenha ocorrido em função da forte demanda por bezerros cruzados no Brasil em 2018. Estes, tiveram como destino os países do Oriente Médio.

Com a elevação nos preços dos bezerros, os pecuaristas ficaram mais animados para investir na inseminação artificial. Assim, é possível obter uma melhoria rápida na genética do rebanho. Além disso, permite a padronização de acordo com as características desejadas pelo produtor.

A principal demanda é por sêmen da raça Angus, que são usados de forma estratégica e são inseminados em animais da raça nelore. Os animais resultantes do cruzamento são chamados de meio sangue. Estes, possuem características consideradas consideradas como mais rentáveis para os criadores.

A pecuária leiteira também registrou aumentos

Na pecuária de leite também houve um aumento nas vendas, o índice registrado foi de 4% e o segmento foi responsável por comercializar  4.208.867 de doses. A genética brasileira tem sido cada vez mais valorizada no exterior, e a raça Girolando é uma das que mais comercializa sêmen. Isso, provavelmente em função da sua rusticidade e por apresentar bom potencial produtivo com menos alimento e pelo seu bom temperamento leiteiro.

Outra novidade é que, desde o ano passado o Cepea (Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada) têm realizado análises trimestrais da venda de sêmen. Esses dados são muito importantes para ajudar o produtor a tomar decisões em relação a toda cadeia de produção. Mas, principalmente em relação aos investimentos.

Expectativas do mercado de genética para 2019

O mercado está demandando cada vez mais qualidade genética, eficiência e redução de custos. Estas características podem ser obtidas através da inseminação artificial e do melhoramento genético. Para o ano de 2019 espera-se que o cenário econômico ajude a manter aquecido o mercado de genética.  

Para acompanhar o crescimento é preciso que o produtor mantenha os investimentos em tecnologia. Além disso, precisa investir constantemente na sua atualização e aprendizado de novas técnicas. A boa notícia é que no curso de Inseminação artificial e estratégias de IATF em bovinos do CPT Cursos Presenciais, você tem a oportunidade de aprender todas as técnicas na prática.

Você contará com uma estrutura moderna, com diversos troncos, peças de frigoríficos e animais suficientes para realizar todos os procedimentos. Assim, se tornará um profissional apto a realizar serviços com qualidade e segurança e obter resultados ainda melhores. Clique no banner abaixo e confira mais informações!

Fonte: Globo Rural, Asbia e Segs

Áreas

Artigos

Destaques

Notícias

Sites relacionados
Revista Veterinária Revista Veterinária Portal Suínos e Aves Tecnologia e Florestas
© 2019 Revista Agropecuária. Todos os Direitos Reservados.