Inseminação artificial em bovinos: conheça o passo a passo

Inseminação Artificial em bovinosQuem trabalha no manejo bovino, sabe a importância de se investir na qualidade do rebanho. Para isso, é fundamental que o gado esteja saudável para garantir a perpetuação das características desejadas. Com a necessidade de incluir biotécnicas de reprodução para que tais qualidades sejam levadas adiante, alguns métodos passaram a ser rotina na lida com o rebanho bovino. A mais comum dessas técnicas é, possivelmente, a inseminação artificial em bovinos.

Esse método se caracteriza pela deposição do sêmen no aparelho reprodutivo da fêmea com a utilização do equipamento apropriado. Com a inseminação artificial em bovinos, é possível aumentar as taxas de prenhez e, quando combinado com outras técnicas, produzir mais de um embrião da linhagem desejada.

Assim, é importante que o produtor conheça essa técnica para saber como aplicá-la ao rebanho. Isso vai permitir a combinação com biotécnicas mais avançadas de reprodução bovina, garantindo um rebanho de melhor qualidade. 

Conheça agora o passo a passo para realizar a inseminação artificial em bovinos, além de suas vantagens para a produção. Boa leitura!

Passo a passo para a inseminação artificial em bovinos

Para a realização da inseminação artificial em bovinos, alguns passos precisam ser seguidos com o objetivo de atingir os resultados esperados. Assim, temos o seguinte processo:

#1 O primeiro passo a ser seguido é identificar de forma correta e precisa os cio das vacas. Entender o ciclo estral é importante para que apenas os animais no período certo sejam inseminados.

#2  Feita a identificação do cio, é o momento de verificar a ficha da fêmea, se ela pode ser inseminada e o nome do touro do qual  será utilizado o sêmen. Assim, os animais são separados para a inseminação.

#3 A seguir, é feita a higienização dos animais. Então é preciso preparar a fêmea a ser inseminada no tronco, esvaziar o reto, reconhecendo e massageando a cérvix e verificar o muco, que deve estar translúcido.

#4 Depois é preciso preparar todo o material, dispondo-os em um local limpo, medir o nível de nitrogênio antes de se iniciar os outros procedimentos. Em seguida, é importante esterilizar a ponta de uma bainha de cada vez, só retirando-a no momento da inseminação. A vulva do animal deve ser limpa com papel toalha ou higiênico.

#5 Com o equipamento pronto, é preciso descongelar o sêmen. Esse processo pode ser feito usando água limpa na temperatura de 35 ou 37ºC, ou utilizar o descongelador eletrônico de sêmen, conforme indicações do fabricante.

#6 Depois destes processos é preciso escolher o aplicador, que pode ser uma palheta média ou fina. Em seguida,  mergulhá-la com a parte da bucha voltada para baixo, caso não sejautilizado o descongelador eletrônico. Retirar o sêmen com a ajuda de uma pinça, usar o cortador de palhetas e logo após travar a bainha no aplicador com o anel. E assim, introduzir o êmbolo na cânula do aplicador, calçar a luva e aplicar o sêmen seguindo os procedimentos estabelecidos.

Vantagens da inseminação em bovinos

Depois de entender como realizar a inseminação artificial em bovinos, é válido reconhecer o quão vantajosa essa técnica pode ser para quem a utiliza. Com este método de é possível observar várias pontos positivos para o melhoramento e crescimento do rebanho. Dentre elas temos:

  • Padronização das características do rebanho;

  • Ampliação do plantel;

  • Menor custo por concepção em relação à monta natural;

  • Cruzamento entre raças;

  • Melhoramento genético e reprodutivo;

  • Prevenção de acidentes com as fêmeas que são frequentes em monta natural

  • Redução da dificuldade em partos;

  • Prevenção de acidentes com o ser humano;

  • Acasalamento corretivo;

  • Aumento do número de descendentes de um bom reprodutor;

  • Controle zootécnico do rebanho;

  • Uso de touros após a morte.

Assim, vimos a importância de se trabalhar com a inseminação artificial em bovinos, principalmente para quem busca melhorar a qualidade do rebanho. Porém, é sempre válido ressaltar que, como uma base para outras técnicas de reprodução, é preciso que o responsável esteja capacitado para executar a inseminação. Nesse tipo de procedimento a experiência prática é fundamental na hora de garantir os resultados desejados.

Quer conseguir a experiência e a segurança necessárias para um bom resultado com inseminação artificial em bovinos? Clique aqui e saiba como!

Fontes: CPT Cursos Presenciais


Curso de Inseminação Artificial e Estratégias de IATF em bovinos

Bovinos

Bovinos de Corte

Bovinos de Leite

Destaques

Pecuária

Sites relacionados
Revista Veterinária Revista Veterinária Portal Suínos e Aves Tecnologia e Florestas
© 2020 Revista Agropecuária. Todos os Direitos Reservados.