Irrigação de pastagens: grande aliada para evitar pastagens degradadas!

Irrigação de pastagens grande aliada para evitar pastagens degradadasA irrigação de pastagens vem como aliada do produtor, tanto na manutenção da qualidade nutricional como na recuperação de espaços degradados. Atualmente, na agropecuária, para se ter sucesso é preciso pensar nas pastagens como a cultura da fazenda. Afinal, sua qualidade impacta diretamente nos lucros do que é produzido. Assim, técnicas agrícolas são essenciais para o sucesso nestes processos.

Primeiramente, é importante lembrar que a irrigação é uma técnica de manuseio da água, utilizada geralmente na agricultura, com objetivo de suprir as necessidades hídricas da plantação. Ela que permite que o produtor alcance resultados extremamente positivos tanto para o desenvolvimento de qualquer cultura, quanto para ajudar na recuperação de pastagens em degradação.

Calcula-se que 80% das pastagens do território brasileiro estejam degradadas. De uma maneira bem simples de ser entendida, dependendo do grau em que esteja a degradação da pastagem, pode provocar alguns danos, como:

  • Redução da forragem;

  • Aparecimento de doenças e plantas daninhas;

  • Aumento dos efeitos nocivos das pragas.

Utilizar as técnicas de irrigação evita que as pastagens atinjam níveis de degradação alarmantes. Mas em casos mais graves, a solução ideal é buscar a recuperação com o restabelecimento da produção já cultivada ou a substituindo por uma nova.

Como a irrigação de pastagens pode ajudar a evitar a degradação?

Quando pensamos em recuperação de áreas degradadas, a irrigação de pastagens é uma aliada porque, com sistema e manejo corretos, é capaz de oferecer hidratação e nutrição para a planta, manutenção da qualidade do solo e consistência no alimento produzido. Neste processo, um bom sistema de irrigação, além de prevenir a degradação das pastagens, ajuda a evitar a salinização do solo. Isso é essencial, já que esse processo torna o solo improdutivo em curto espaço de tempo. 

Entender o papel da irrigação parece simples, já que a associação com culturas agrícolas é inevitável. Contudo, é importante que o pecuarista tenha em mente que diferentes culturas possuem diferentes exigências, e isso vale para a irrigação. Portanto, a escolha do sistema de irrigação de pastagens, bem como do manejo a ser conduzido, são determinantes para a recuperação de espaços degradados e melhor aproveitamento das forragens.

Principais tipos de sistemas de irrigação de pastagens

É importante que você saiba que a irrigação de pastagens vai muito além do que molhar o solo. Portanto, há uma série de fatores como o clima, recursos hídricos, mão de obra e maquinário disponíveis que influenciam na escolha do sistema de irrigação ideal.

Entre os principais tipos de irrigação, podemos destacar:

  • Irrigação por Aspersão: Utiliza grandes quantidades de gotículas de ar de um ou mais jatos de água, que caem como se fosse uma “chuva” artificial.

  • Irrigação por Microaspersão: Nesse sistema são utilizados emissores que lançam gotículas de água em formato de chuva.

  • Irrigação Autopropelido: Um canhão ou mini canhão se desloca ao longo da área a ser irrigada, propulsionado pela própria pressão da água.

  • Irrigação por Gotejamento: A água é depositada diretamente nas raízes das plantas formando pequenos círculos ou faixas únicas.

Não podemos deixar de mencionar que ter apenas um sistema de irrigação, por si só, não faz milagres e não reverte condições adversas, como os pastos degradados. Então, antes de escolher um método para aplicar na recuperação da pastagem é necessário um diagnóstico completo da área.

Dica bônus! Capacitação é a chave!

Já ficou claro que o cuidado com a irrigação de pastagens representa um investimento na qualidade do rebanho. Contudo, quando conduzido de forma errada, esse investimento se transforma em prejuízo e dor de cabeça. Assim, conhecer os sistemas de irrigação é essencial para realizar uma escolha consciente, inclusive dos processos de manejo.

Precisa de ajuda nessa parte? Nós temos a dica certa!

Com o curso presencial de Projetos de Sistemas de Irrigação, do CPT Cursos Presenciais, você vai aprender a identificar os tipos de sistemas, qual o ideal para a sua realidade e o que esperar dos resultados obtidos. Não perca a chance de investir na sua produção bovina e melhorar a qualidade do alimento oferecido e pro seu produto final. Clique aqui e saiba como começar a irrigação na sua propriedade!  

Fonte: Agro Move e Embrapa


Agricultura

Artigos

Destaques

Irrigação

Sites relacionados
Revista Veterinária Revista Veterinária Portal Suínos e Aves Tecnologia e Florestas
© 2021 Revista Agropecuária. Todos os Direitos Reservados.