Curral para gado de corte: o que você precisa saber!

Curral para gado de corte o que você precisa saberCom o objetivo principal de tornar mais fácil o manejo do rebanho, o curral para gado de corte compreende as várias instalações envolvidas nesse processo. Ou seja, ele é o conjunto de estruturas pensadas para oferecer segurança e eficiência durante o trabalho com esses animais. Tudo isso, levando em conta o dimensionamento e distribuição espacial pensados para facilitar o trabalho.

Vale ressaltar que, ainda hoje, o manejo é um gargalo de muitas produções. Assim, quando pensamos nas instalações elas se tornam ainda mais essenciais para melhorar esses processos. Ademais, quando mal construídas, as estruturas do curral de gado de corte podem contribuir para o estresse dos animais, gerando consequências graves para o rebanho e para os lucros.

Diante desse cenário, separamos dicas e recomendações importantes para quem deseja trabalhar com a criação e, até certo ponto, vai depender de tais estruturas. Neste artigo, você vai encontrar:

  1. Aspectos gerais do curral para gado de corte;

  2. Critérios para um bom curral;

  3. Principais estruturas do curral para gado de corte;

  4. Importância de um curral adequado.

Boa leitura!

Aspectos gerais do curral para gado de corte

De modo geral, o papel dos currais é facilitar o manejo do rebanho. Pensando nisso, cada uma das estruturas que compõem o curral para gado de corte, possui uma função específica para tornar esses processos mais eficientes. A maior parte da área dos currais é ocupada com instalações com funções de:

  • Recepção;

  • Acomodação;

  • e, Separação.

Contudo, para o manejo completo do rebanho, ainda são encontradas estruturas voltadas para a: condução, contenção, embarque e desembarque. 

É importante destacar que os responsáveis por estabelecer o manejo dos animais devem buscar práticas adequadas, garantindo uma boa produção. Porém, o curral precisa ser bem construído para que este cumpra seu propósito. Estruturas com problemas de construção, ou de manutenção, comprometem o manejo, podendo causar estresse animal e perdas significativas de produção. 

Por outro lado, a aliança entre boas práticas de manejo de uma boa estrutura de curral é considerada investimento por muitos especialistas. Isso porque, mesmo a construção tendo um custo elevado, os resultados na produtividade justificam o investimento. Além disso, estruturas de qualidade garantem funcionalidade, economicidade, durabilidade e sustentabilidade.

Critérios para um bom curral

Seguindo com o pensamento sobre ser certeiro no investimento do curral para gado de corte, alguns critérios precisam ser levados em consideração. A seguir, listamos os principais critérios para o projeto e construção de um bom curral.

Adequação às necessidades da propriedade

Como mencionamos, a construção de um curral para gado de corte requer um investimento inicial do proprietário. Assim, para evitar riscos financeiros e gastos sem necessidade, é preciso que o projeto das estruturas esteja alinhado com as reais necessidades da propriedade.

Para um bom projeto, critérios como estrutura, funcionalidade e gestão econômica da fazenda, precisam ser considerados já que as instalações projetadas devem se encaixar nas possibilidades da fazenda. Além disso, outros critérios que listamos adiante, como topografia, acessibilidade e distâncias do local, precisam ser levados em conta. Outro ponto de impacto é o sistema de criação desenvolvido, já que as práticas de manejo do sistema devem ser consideradas para que o melhor projeto seja elaborado. 

Em resumo, o proprietário deve considerar:

  • O objetivo esperado do curral;

  • As atividades e processos de manejo executados;

  • Área disponível;

  • Características do terreno;

  • Acessibilidade e logística do terreno;

  • Número de cabeças manejadas por dia de serviço;

  • Necessidades de apartações.

Localização

A escolha do local onde será instalado o curral para gado de corte é fundamental para evitar prejuízos e eliminar riscos. Tal escolha deve considerar critérios de manejo e geografia da propriedade. Com isso em mente, o local deve ser de fácil acesso, considerando a sede e as invernadas como pontos de referência, para que o manejo seja facilitado. 

Outro ponto, é a drenagem do solo do local a ser escolhido. Locais com solos que tendem a empossar água, podem alagar e comprometer a estrutura e a saúde dos animais e trabalhadores. Outro risco é a erosão causada, que também age comprometendo as estruturas. Locais que possuem solos mais drenantes evitam gastos com terraplanagem e remoção de água e lama nos espaços. 

De modo geral, é comum dar preferência para construções no centro da propriedade, principalmente quando o curral é a primeira instalação pensada. Contudo, é possível melhorar a eficiência de estruturas existentes com instalações de acesso ou, até mesmo, reduzir custos de preparação, construindo em um solo mais ideal e melhorando o projeto no quesito acessibilidade.

Dimensão

No dimensionamento do curral para bovino de corte costumam surgir muitos gastos que podem ser minimizados se o projeto for bem feito. Por isso, pensar nas dimensões das instalações é fundamental para quem busca uma construção sustentável e eficiente. Isso porque, muitas vezes, currais muito grandes são elaborados, com custos altos e que, muitas vezes, não são necessários para as rotinas praticadas.

É preciso que os proprietários tenham sempre em mente que, contrário ao que é comumente dito, os currais são instalações para o trabalho e manejo e não para manter os animais presos. Com isso em mente, alternativas podem ser pensadas para a redução de custos no projeto do curral. Uma delas é o uso de piquetes para que os animais possam ficar esperando o início ou fim do manejo. Eles garantem o conforto do rebanho e possibilitam currais menores, já que não precisam comportar todo o rebanho.

De modo geral, a dimensão é calculada levando em conta a área útil na relação de 2 m²/cabeça. 

Se o proprietário levar em conta tais critérios, a economia no projeto é mais facilmente atingida. Além disso, com um curral mais eficiente e adequado, a lucratividade da produção é mais certeira e o retorno do investimento, garantido.

Principais estruturas do curral para gado de corte

Agora que os critérios para a construção de um bom curral para gado de corte foram descritos, é o momento de entender as principais estruturas presentes nele. Mesmo que os projetos devam ser pensados para se adequar a cada propriedade, entender e conhecer as instalações é fundamental para pensar a construção.

Assim, as principais estruturas presentes em um curral são:

  • Remangas: estas estruturas servem para a acomodação dos animais, sendo usadas principalmente para conectar locais de criação e manejo;

  • Mangas: são o conjunto de divisórias do curral. São menores que as remangas e acomodam um volume menor de animais, antes e após de apartações;

  • Corredores: como o nome sugere, são estruturas de ligação entre as mangas e o embute ou seringas, facilitando a condução;

  • Embute: estrutura de apartação, geralmente posicionada na entrada da seringa;

  • Seringa: essa é uma estrutura voltada para auxiliar a entrada de animais no tronco coletivo ou no embarcadouro;

  • Tronco coletivo: conhecido somente como tronco, ou brete, essa estrutura é um corredor estreito, de modo que os animais entrem um de cada vez e fiquem enfileirados;

  • Tronco de contenção: essa instalação serve, como o nome sugere, para a conter o animal, restringindo os movimentos;

  • Apartadouros: o apartadouro serve como estrutura de separação e é usado de acordo com a necessidade das práticas de manejo;

  • Embarcadouro: como o nome sugere, essa estrutura serve para o embarque e o desembarque dos animais;

  • Pátio de manobras: área destinada para os veículos de transporte dos animais.

Além dessas, existem outras estruturas que podem ser incluídas no projeto do curral para que este seja o mais adequado possível para a propriedade. Vale lembrar que o dimensionamento, bem como todos os critérios anteriormente listados precisam ser levados em conta no momento de definir as estruturas que serão usadas.

Importância de um curral adequado

O curral para gado de corte adequado é fundamental para o bom funcionamento da propriedade. Quando a construção é feita de forma adequada, acidentes como quedas dos animais são evitados, bem como topadas e traumas, o que evita prejuízos. Além disso, a segurança dos colaboradores da fazenda é garantida, já que além das condições das instalações, os animais sofrem menos com estresse e problemas de comportamento.

É preciso sempre ter em mente que um bom curral evita prejuízos. Isso porque, os principais problemas desencadeados por problemas nas estruturas comprometem a produção e, portanto, o lucro previsto. 

Diante de todo o cenário envolvendo a construção de curral para gado de corte, fica claro o quanto é preciso ter cuidado e um projeto muito bom para evitar o desperdício de dinheiro. Assim, profissionais capacitados, que entendem bem dos processos de manejo e gestão da fazenda estão mais aptos para ter sucesso combinando práticas e estruturas.

Quer estar capacitado para lucrar ainda mais com a pecuária de corte? Clique aqui e não perca essa super dica!

Fonte: Embrapa, Grupo ETCO e CPT Cursos Presenciais

Áreas

Artigos

Bovinos de Corte

Destaques

Pecuária

Sites relacionados
Revista Veterinária Revista Veterinária Portal Suínos e Aves Tecnologia e Florestas
© 2021 Revista Agropecuária. Todos os Direitos Reservados.