Úlcera de sola em bovinos: sinais e tratamento

Úlcera de sola em bovinos sinais e tratamentoAs doenças do casco de bovinos estão entre as principais enfermidades que atingem os rebanhos brasileiros, se tornando um desafio para os pecuaristas. Talvez uma das afecções mais comuns é a úlcera de sola. Normalmente é observada em gados que ficam confinados, já que eles costumam andar sob piso de concreto. 

Esta lesão ocorre na região adjacente ao processo plantar da falange distal. O comprometimento do tecido do talão e a laminite são os fatores responsáveis por causar a enfermidade. Apesar de bastante recorrente, a úlcera de sola tem algumas particularidades quanto aos sinais clínicos que, ao serem tratadas logo no início, podem garantir a recuperação do animal. 

Portanto, saber diagnosticar, conhecer as principais vias de tratamento e, principalmente, prevenir futuras afecções são funções que devem ser exercidas pelo pecuarista no manejo dos animais. Para sanar de vez todas as dúvidas sobre o tema, continue a leitura do artigo e saiba tudo sobre úlcera de sola em bovinos. 

O que é a úlcera de sola em bovinos?

Lesões podais, tais como úlceras de sola, são consideradas consequências de um tecido córneo enfraquecido e podem estar relacionadas à laminite. Por ser uma doença que resulta de alterações vasculares e degenerativas do cório laminar, na laminite subclínica, se observa a presença de lesões do casco. O comprometimento do cório laminar interfere na produção do tecido córneo digital e resulta em perda da estabilidade mecânica da terceira falange. 

Apesar de ter uma causa multifatorial, o aparecimento da doença também está relacionado ao alojamento de animais em ambientes úmidos, à baixa higienização e presença de compostos químicos como chorume, e ao piso inadequado. Todos esses fatores contribuem para o amolecimento do casco deixando-o mais frágil e suscetível a infecções. 

As consequências finais da úlcera de sola podem ir desde a claudicação até a perda de animais. Por isso, é fundamental identificar os sintomas e iniciar o tratamento imediatamente. 

Principais sinais clínicos e tratamento

O diagnóstico das doenças do casco é feito de forma clínica por meio da inspeção dos dígitos e pelos sinais clínicos. No caso da úlcera de sola, um dos primeiros sintomas é a hemorragia. Infelizmente, ela se torna visível várias semanas ou meses após a lesão. 

A lesão inicial pode variar desde uma claudicação sutil até uma incapacidade ou relutância em se locomover. Além destes sintomas, é comum que também aconteça perda de peso, diminuição da produção animal e ocorrência de infecções secundárias. A observação do casco dos animais durante a ordenha ou pós-ordenha, pode auxiliar na detecção das afecções podais antes que o animal apresente claudicação.

Assim como em outras enfermidades, a melhor maneira de controlar a úlcera de sola é através da prevenção, que nesse caso, se dá por meio do casqueamento preventivo e do manejo alimentar correto. Entretanto, se o animal já está com a afecção, os tratamentos adotados são a limpeza e a curetagem do local para remoção do tecido necrótico e aplicação tópica e sistêmica de antimicrobiano. O uso de medicamentos e a troca frequente da bandagem devem ser analisadas em cada caso.

O uso de pedilúvios também é indicado para evitar a infecção a partir de pequenas fissuras no casco. Na maioria das vezes se utilizam soluções à base de hipoclorito de sódio, formol (3-5%) e sulfato de zinco ou cobre. 

Importância de saber como realizar a prevenção da úlcera de sola 

Na bovinocultura, afecções podais são consideradas o principal fator para queda econômica, já que as infecções e inflamações, que levam inicialmente a dor, seguida pela claudicação, afetam o declínio dos níveis produtivos e até mesmo fertilidade. 

Atuar de maneira preventiva é sempre a melhor forma de evitar diversas doenças nos bovinos, inclusive as do casco, como a úlcera de sola que falamos neste artigo. Medidas de prevenção através do controle estrutural das instalações e o casqueamento preventivo reduzem ocorrências e amenizam quadros frequentes em animais predispostos. 

Para começar a aplicar as técnicas de casqueamento e executar todos os passos corretamente, conheça o curso de Casqueamento Preventivo e Correção de Aprumos em Bovinos e não sofra com perdas no rebanho. 

Fontes: GUSMAO, B. D; MIRA, E.L.A; SOUZA, F.B.; PIZIGATTI, D. Milk Point, Expressão Animal,  Ouro Fino.

Áreas

Artigos

Bovinos

Destaques

Pecuária

Saude animal

Sites relacionados
Revista Veterinária Revista Veterinária Portal Suínos e Aves Tecnologia e Florestas
© 2021 Revista Agropecuária. Todos os Direitos Reservados.