Podridão de casco em bovinos: saiba como tratar!

Podridão de casco em bovinos saiba como tratar!A podridão de casco é uma infecção necrótica causada pelas bactérias Fusobacterium necrophorum e Bacteroides melaninogenicus e tem cura. Assim como outras doenças do casco, a podridão gera grande desconforto aos animais acometidos e é responsável por uma queda produtiva e de desempenho considerável nos rebanhos. 

Já está comprovado que os bovinos que sofrem da doença, também chamada de pododermatite, sofrem com perda de peso, dificuldade no cio e redução da produção de leite. Para evitar que uma das doenças mais prejudiciais aos criadores se prolifere entre os animais, é fundamental ter informações de como ela acontece e como tratá-la.

Acompanhe ao longo deste artigo tudo sobre os tratamentos na podridão de casco. 

Principais causas e tratamentos na podridão de casco

Uma das principais causas para o aparecimento da podridão de casco em bovinos é a falta de higiene. Ambientes úmidos e sujos são os preferidos das bactérias. Além de favorecer o amolecimento dos cascos, a lama e o esterco colaboram para um ambiente anaeróbio, sem a presença de oxigênio, ideal para a proliferação de organismos infecciosos.

Por causa da dor, o primeiro sinal da podridão de casco é a dificuldade para andar. Aos poucos a claudicação que poderia ser branda vai se agravando, chegando a situações em que o animal pode precisar se ajoelhar para pastar ou adotar decúbito permanente. Em alguns casos a doença pode ser confundida com laminite ou abscesso de sola, sendo necessária uma avaliação imediata para que não haja transmissão entre o rebanho. 

Para o tratamento da podridão dos cascos, o uso de antimicrobianos costuma ser o mais indicado.O pedilúvio com solução de formol a 2 % diariamente ou 5 % em 2 vezes por semana ou sulfato de zinco (5 a 10%) também é recomendável. Primeiro deve-se passar nos animais sadios por 5 minutos e nos enfermos por 20 minutos, repetindo o tratamento uma vez por semana por 3 semanas e após de 15 em 15 dias por mais quatro vezes.

Mesmo tendo cura, é melhor que a podridão dos casos não aconteça. Para evitar que a afecção atinja o rebanho, a maneira mais segura é a prevenção.

Importância dos cuidados preventivos nas doenças de casco

Adotar um controle que inclua práticas adequadas de manejo aliadas à higienização do ambiente e ao casqueamento preventivo são os passos para que doenças de casco não ocorram entre os animais. Além disso, casquear os bovinos também é um método de cuidar dos gados enfermos.

Deve-se iniciar o casqueamento nos animais sadios para depois realizar o procedimento nos doentes, que devem estar isolados do restante do rebanho. A transmissão da podridão de casco ocorre quando um animal infectado é introduzido em um rebanho sadio ou simplesmente através do contato com equipamentos contaminados. Como as bactérias causadoras da infecção sobrevivem cerca de três semanas no pasto, é importante isolar os animais infectados para cessar a contaminação do ambiente. Outro ponto fundamental é desinfectar o material utilizado e  queimar os resíduos de casco. 

Para incluir esta rotina de cuidados, prevenção e tratamento no seu rebanho, adquira conhecimentos necessários através do curso de Casqueamento Preventivo e Correção de Aprumos em Bovinos e acabe de vez com podridão de casco e outras doenças do casco na sua propriedade! 

Fontes: Revista de Agronegócios, Vetsmart, Embrapa

https://www.cptcursospresenciais.com.br/curso/curso-de-casqueamento-preventivo-e-correcao-de-aprumos-em-bovinos?utm_source=artg-RA&utm_medium=banner&utm_campaign=podridao-de-casco-em-bovinos&utm_content=cta-curso-de-casqueamento-preventivo-e-correcao-de-aprumos-em-bovinos

Artigos

Bovinos

Destaques

Pecuária

Saude animal

Sites relacionados
Revista Veterinária Revista Veterinária Portal Suínos e Aves Tecnologia e Florestas
© 2021 Revista Agropecuária. Todos os Direitos Reservados.