Inseminador de bovinos: saiba o que é necessário para ter sucesso!

Inseminador de bovinos saiba o que é necessário para ter sucessoCom o crescimento de inseminação artificial nas propriedades, o inseminador de bovinos se tornou um profissional altamente requisitado. Entre suas principais funções está observar o comportamento das vacas para identificar o período do cio, saber o melhor horário para a inseminação, descongelar e manipular o sêmen da forma correta e dominar a técnica por completo.

Devido a importância que o inseminador exerce, é fundamental que o profissional tenha boa capacitação e seja qualificado para a função. Somente assim, seus serviços trarão melhores resultados para a produtividade e a rentabilidade da propriedade. 

Se interessou pela profissão? Saiba como estar apto, quais cuidados ter e quais são os diferenciais que o mercado exige durante este texto!

Os diferenciais para atuar como inseminador

O Brasil é um dos principais destaques do agronegócio no mundo. Para atender toda a demanda, muitos proprietários investem em tecnologias de melhoramento genético buscando alcançar resultados expressivos, como aumento do rebanho, da rentabilidade e da entrega do produto. Uma das alternativas mais usadas e com resultados comprovados é a inseminação artificial. 

Na parte técnica, o inseminador deve conhecer a anatomia e fisiologia do aparelho reprodutor da fêmea bovina, saber o passo a passo da inseminação artificial e manejar o botijão de sêmen, realizar boa observação do cio em gado de leite e corte, montar um aplicador, dentre outros. Entretanto, além deste domínio, um bom inseminador também apresenta outras características. 

O profissional é peça chave. Ele deve ter comprometimento e habilidade, além de confiar no seu treinamento. Por exemplo, para identificar o cio. Neste momento, as vacas apresentam algumas mudanças de comportamento que devem ser percebidas. Por isso, um diferencial do inseminador também é ser atento. 

Cuidados necessários e oportunidades na profissão 

Durante a inseminação artificial em bovinos, o inseminador deve se preocupar com a higiene dos animais, com o manuseio do botijão, com o local para a realização do processo, com a esterilização dos aparelhos utilizados, a temperatura da água para o descongelamento das doses de sêmen e o tempo máximo para o procedimento. 

Segundo pesquisas, um inseminador de bovinos trabalha em uma jornada de 44 horas semanais. A faixa salarial fica entre R$1.750,00 de salário médio e o teto salarial de R$3.609,77, sendo que R$1.756,06 é a média do piso salarial 2021. A cidade com mais contratações e mais vagas de emprego para inseminador é São Paulo - SP. Lembrando que os locais de trabalho vão desde grandes empresas a propriedades rurais.

Quero me tornar um inseminador de bovinos

O melhoramento genético está sendo cada vez mais usado para aumentar a produtividade do rebanho, logo os pecuaristas investem na inseminação artificial para conquistar os objetivos desejados. Como já dissemos, o profissional que escolhe ser inseminador de bovinos precisa dominar conhecimentos aliado à tecnologia. 

Por isso, a capacitação de qualidade é a base para conseguir se destacar no mercado. Aprenda a realizar inseminação artificial em bovinos e conquiste a área com o Curso de de Inseminação Artificial e Estratégias de IATF em Bovinos. 


Fontes: A Crítica, Royal Máquinas e Ferramentas, Rural Centro, Portal DBO, Salário.

Artigos

Bovinos

Bovinos de Corte

Bovinos de Leite

Destaques

Pecuária

Sites relacionados
Revista Veterinária Revista Veterinária Portal Suínos e Aves Tecnologia e Florestas
© 2021 Revista Agropecuária. Todos os Direitos Reservados.